Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

Everjets abre inquérito a acidente com helicóptero em Alijó

Acidente aconteceu quando o aparelho "abastecia água na barragem de Vila Chã".
Lusa 16 de Julho de 2017 às 17:23
Helicóptero caiu em Alijó
Helicóptero caiu em Alijó
Helicóptero caiu em Alijó
Helicóptero caiu em Alijó
Helicóptero caiu em Alijó
Helicóptero caiu em Alijó
Um dos helicópteros que esteve em ação no fogo de Alijó
Helicóptero caiu em Alijó
Helicóptero caiu em Alijó
Helicóptero caiu em Alijó
Helicóptero caiu em Alijó
Helicóptero caiu em Alijó
Helicóptero caiu em Alijó
Um dos helicópteros que esteve em ação no fogo de Alijó
Helicóptero caiu em Alijó
Helicóptero caiu em Alijó
Helicóptero caiu em Alijó
Helicóptero caiu em Alijó
Helicóptero caiu em Alijó
Helicóptero caiu em Alijó
Um dos helicópteros que esteve em ação no fogo de Alijó

A Everjets, que opera os helicópteros ligeiros de combate aos fogos, vai instaurar um inquérito ao acidente com o helicóptero que caiu este domingo à tarde no combate a um incêndio em Alijó, distrito de Vila Real.

Em comunicado, o Conselho de Administração da Everjets informa que "já decidiu instaurar um inquérito às circunstâncias do acidente e garante a substituição do aparelho ora acidentado no dispositivo em alerta", no combate aos incêndios.

A empresa confirmou que o acidente se deu cerca das 15h30 com o helicóptero Ecureuil e não fez vítimas, tendo "o piloto sido conduzido ao hospital por mera precaução".

A Everjets explica que o acidente aconteceu quando o aparelho "abastecia água na barragem de Vila Chã".

As autoridades competentes foram informadas do acidente, segundo a Everjets.

Um helicóptero acionado para o combate a um incêndio no concelho de Alijó, distrito de Vila Real, caiu esta tarde, mas o piloto "está bem", informou fonte da Proteção Civil.

O comandante distrital de operações de socorro de Vila Real confirmou a queda do helicóptero quando este estava a efetuar os testes de balde numa barragem antes de iniciar o combate ao fogo de Vila Chã.

Segundo o comandante Álvaro Ribeiro, o piloto do helicóptero "está bem".

Ao início da tarde, o fogo tinha sido dado como dominado, mas sofreu, entretanto, uma reativação.

Às 16h00, segundo a página da Autoridade Nacional da Proteção Civil na internet, encontravam-se no combate ao incêndio 154 bombeiros, 41 viaturas e seis meios aéreos.

Às 17h30, segundo a página da Autoridade Nacional da Proteção Civil na internet, encontravam-se no combate ao incêndio 211 bombeiros, 57 viaturas e oito meios aéreos.

O alerta para as chamas foi dado às 01h55 de hoje e o fogo chegou a avançar em três frentes.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)