Jerónimo de Sousa critica "chantagem" de grupos privados à ADSE

Líder comunista defende mudança de políticas e admite a adoção pelo Governo de "mecanismos legais de requisição de serviços".
Por Lusa|18.02.19
  • partilhe
  • 2
  • +

O secretário-geral comunista defendeu esta segunda-feira ser preciso "mudar mesmo para avançar" em termos de políticas e lamentou a "chantagem" de grupos de capital privado ao Instituto de Proteção e Assistência na Doença (ADSE).

Jerónimo de Sousa, no início de jornadas parlamentares, em Braga, declarou que "a solução para os graves problemas do país não se assegura recriando variantes à volta do fracassado modelo que o levou ao retrocesso e atraso" e "não se supera a perniciosa política da ditadura do défice com momentâneos artifícios orçamentais".

"É preciso mudar mesmo para avançar. Mudar a política e não insistir na ilusória e falsa possibilidade de compatibilização do desenvolvimento do país com a submissão ao capital monopolista, aos juros da dívida, ao euro, às imposições da União Europeia", afirmou.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!