Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Albufeira pode avançar com pedido de calamidade pública

Mau tempo destruiu dezenas de lojas na baixa da cidade.
Lusa 2 de Novembro de 2015 às 09:11
Levantamento dos estragos ainda não terminou
Levantamento dos estragos ainda não terminou FOTO: Hugo Rainho/Correio da Manhã

O vice presidente da Câmara de Albufeira admitiu esta segunda-feira que podem estar reunidas as condições para fazer um pedido de calamidade pública, após dezenas de lojas na baixa terem ficado destruídas pelas inundações de domingo.

"Eventualmente, pela dimensão dos estragos causados pela chuva, podem estar reunidas as condições para fazer um pedido de declaração de calamidade pública", disse à agência Lusa o vice presidente da autarquia, José Carlos Rolo.

O autarca frisou, contudo, que ainda não foi feito o levantamento total dos estragos causados pela chuva intensa que inundou dezenas de estabelecimentos na baixa de Albufeira, situação "ainda vai ser avaliada de forma criteriosa e objetiva".

Em declarações à Lusa, o presidente da Associação de Comércio e Serviços da Região do Algarve (ACRAL), Victor Guerreiro, salientou que a situação provoca um duplo prejuízo aos comerciantes, já que durante um período indeterminado de tempo estarão impedidos de realizar receita.

"Além do prejuízo direto causado pelas cheias, os comerciantes ainda têm que limpar, fazer obras e comprar novas máquinas, o que implica um tempo de fecho e de inoperacionalidade que vai impedir a recuperação de receita", afirmou.

Seguros não combrem todos os estragos
Segundo aquele responsável, os seguros nem sempre cobrem todos os estragos, pelo que aquela associação vai tentar obter apoios públicos para que os comerciante possam fazer face aos prejuízos.

"O que aconteceu é impressionante e, sem dúvida, ruinoso para os comerciantes", lamentou, lembrando, no entanto, que esta não é a primeira vez que a baixa de Albufeira sofre com as intempéries.

Albufeira José Carlos Rolo mau tempo meteorologia calamidade pública seguros inundações estragos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)