Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Um morto na enxurrada no Algarve

Idoso que estava desaparecido foi encontrado morto.
2 de Novembro de 2015 às 10:14
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
A baixa de Albufeira foi a zona mais afetada da cidade
Mau tempo provocou estragos em Albufeira
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
A baixa de Albufeira foi a zona mais afetada da cidade
Mau tempo provocou estragos em Albufeira
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
A baixa de Albufeira foi a zona mais afetada da cidade
Mau tempo provocou estragos em Albufeira
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
Albufeira, chuva
O homem que estava desaparecido desde a tarde de domingo em Areias de Boliqueime, freguesia do concelho de Loulé, no Algarve, foi encontrado esta segunda-feira sem vida, disse à Lusa fonte da GNR de Faro.

De acordo com fonte das relações públicas do comando distrital da GNR de Faro, o cadáver do homem desaparecido domingo na enxurrada que se seguiu às fortes chuvas que assolaram o Algarve foi encontrado hoje cerca das 09h30, a cerca de 100 metros do local onde foi encontrado o seu carro, submerso e sem ninguém no interior.

"Esta manhã foram retomadas as buscas para encontrar o homem desaparecido e foi um binómio homem/cão que chegou até ao cadáver, não tendo sido acionados os mergulhadores que estavam no local prontos para intervir", adiantou a mesma fonte.

Buscas retomadas esta manhã
As buscas para encontrar o idoso tinham sido retomadas pelas 08h55 em Areias de Boliqueime, freguesia do concelho de Loulé, no Algarve, disse à Lusa o comandante dos Bombeiros de Loulé.

De acordo com o comandante Irlandino Santos, as buscas foram retomadas com uma equipa do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS) da GNR especializada neste tipo de ocorrências, na zona de Areias de Boliqueime, onde o homem foi dado como desparecido, depois de a viatura em que circulava ter sido encontrada submersa em Boliqueime.

Segundo adiantou fonte do CDOS de Faro, as buscas foram retomadas pelas 08h55, mas sem especificar os meios ou o número de operacionais envolvidos.

Segundo mesma fonte, a GNR encontrou durante a tarde de domingo uma viatura submersa e sem ninguém, mas é desconhecido o paradeiro daquele que seria o único ocupante, "um homem idoso que não voltou após ter saído de casa para fazer compras, encontrando-se incontactável".

A mesma fonte especificou que a viatura foi encontrada com um dos vidros partido, "desconhecendo-se se por força das águas ou de uma tentativa do ocupante de abandonar a mesma".

Pedido de calamidade pública
O vice presidente da Câmara de Albufeira admitiu esta segunda-feira que podem estar reunidas as condições para fazer um pedido de calamidade pública, após dezenas de lojas na baixa terem ficado destruídas pelas inundações de domingo.

"Eventualmente, pela dimensão dos estragos causados pela chuva, podem estar reunidas as condições para fazer um pedido de declaração de calamidade pública", disse à agência Lusa o vice presidente da autarquia, José Carlos Rolo.

Governo só decide após levantamento dos estragos

O ministro da Administração Interna disse esta segunda-feira que o Governo só decidirá se declara o estado de calamidade pública quando estiver feito o levantamento dos estragos causados pela chuva em Albufeira e se estiverem preenchidos os requisitos necessários.

"É preciso que o levantamento seja feito e, verificado esse levantamento, com os requisitos legais preenchidos, aplica-se a lei", declarou o governante, sublinhando não estar ainda em condições de dizer se vai ser declarado o estado de calamidade pública, uma vez que os "as leis são para cumprir e os requisitos legais têm de se verificar".

Desaparecido idoso Algarve enxurrada morto
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)