Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

Hungria autoriza exército a disparar contra migrantes se necessário

A nova legislação foi aprovada por 151 votos contra 12 e contou com 27 abstenções.
Lusa 21 de Setembro de 2015 às 16:56
A polícia e o exército podem disparar desde que os tiros não sejam "mortais"
A polícia e o exército podem disparar desde que os tiros não sejam 'mortais' FOTO: Reuters

O parlamento húngaro aprovou esta segunda-feira uma nova legislação reforçando os poderes da polícia e do exército em relação aos migrantes, que permite que o exército dispare em determinadas circunstâncias.

Apresentada pelo Governo do primeiro-ministro populista, Viktor Orban, a nova legislação, que precisava de uma maioria de dois terços, foi aprovada por 151 votos contra 12 e contou com 27 abstenções.

O texto confirma a possibilidade de destacar militares em massa para as fronteiras e autoriza em determinadas condições que o exército e a polícia disparem contra os migrantes, desde que os tiros não sejam "mortais".

Governo hungria imigrantes refugiados exército disparos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)