Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
1

Avilez ensaia peça com atriz Lia Gama

‘Peter and Alice’ ficciona um encontro histórico e aborda, de forma ‘diferente’, a questão do abuso de menores.
Ana Maria Ribeiro 29 de Outubro de 2018 às 01:30
Lia Gama e José Condessa fotografados num ensaio da peça ‘Peter and Alice’, que estreia no dia 13 de novembro
Lia Gama e José Condessa fotografados num ensaio da peça ‘Peter and Alice’, que estreia no dia 13 de novembro
Avilez ensaia peça com atriz Lia Gama
Lia Gama e José Condessa fotografados num ensaio da peça ‘Peter and Alice’, que estreia no dia 13 de novembro
Lia Gama e José Condessa fotografados num ensaio da peça ‘Peter and Alice’, que estreia no dia 13 de novembro
Avilez ensaia peça com atriz Lia Gama
Lia Gama e José Condessa fotografados num ensaio da peça ‘Peter and Alice’, que estreia no dia 13 de novembro
Lia Gama e José Condessa fotografados num ensaio da peça ‘Peter and Alice’, que estreia no dia 13 de novembro
Avilez ensaia peça com atriz Lia Gama
Num ano particularmente difícil – em que se viu excluído dos apoios ao teatro e, mais tarde, depois de muitos protestos, incluído novamente na lista das companhias apoiadas pelo Estado – Carlos Avilez decidiu convidar a atriz Lia Gama, com quem já não trabalhava "há muitos anos", para voltar ao TEC – Teatro Experimental de Cascais. A ocasião é solene.

O encenador vai estrear, em Portugal, a peça com que o dramaturgo norte-americano John Logan conta a história do encontro entre Alice, a mulher que inspirou o livro ‘Alice no País das Maravilhas’ e Peter, um dos rapazes que serviu de base à criação da personagem Peter Pan.

Aquando da sua estreia absoluta, em 2013, ‘Peter and Alice’ foi interpretada em Londres pela incomparável Judi Dench e por Ben Whishaw (que vimos nas últimas aventuras de 007, na pele do cientista Q).

"Precisava de dois grandes atores para os papéis", diz Avilez, que estreia o espetáculo no Teatro Mirita Casimiro, Cascais, a 13 de novembro (o mesmo dia em que o TEC completa 53 anos de existência).

"Convidei a Lia Gama e o José Condessa para darem corpo às personagens, porque sei que têm a força e a sensibilidade suficientes para as tornarem inesquecíveis."

A peça aborda o abuso de menores. "Estas pessoas foram usadas, na infância, e é natural que isso as tenha destruído, em parte. Conheci histórias semelhantes, na minha vida profissional, e é preciso falar deste assunto", conclui o encenador.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)