Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
2

Cinemas nacionais em guerra com a Netflix

‘O irlandês’, filme de Martin Scorsese, estará apenas disponível na plataforma de streaming.
Sónia Dias 29 de Novembro de 2019 às 08:38
Al Pacino e Robert De Niro lideram o elenco de ‘O Irlandês’, o novo filme de Martin Scorsese
Al Pacino e Robert De Niro lideram o elenco de ‘O Irlandês’, o novo filme de Martin Scorsese FOTO: Direitos Reservados
Custou perto de 145 milhões de euros, tem três horas e meia e é considerado uma obra-prima de Martin Scorsese. Contudo, ‘O Irlandês’, que junta no elenco Robert De Niro, Joe Pesci e Al Pacino, não poderá ser desfrutado no ecrã gigante de uma sala de cinema.

O filme da Netflix só está disponível para os assinantes da plataforma de streaming (em Portugal existem cerca de 1,5 milhões de subscritores deste tipo de serviços, com a gigante norte-americana à cabeça), o que está a revoltar exibidores e distribuidores nacionais, que recusaram as condições impostas pela produtora.

"Fomos convidados [pela Netflix] para distribuir o filme, mas declinámos porque não concordamos com a não existência de janelas de exibição [exclusivas] ou de janelas de exibição de uma semana", afirma ao CM Gil Santos, administrador da Pris Audiovisuais, para quem a chamada ‘janela’ (tempo que antecede a estreia em streaming) nunca deve ser inferior a "dois meses" ou "a um, em casos muito especiais". E acrescenta: "Ninguém ganha com esta situação".

Já o exibidor Pedro Borges, que explora o Cinema Ideal, em Lisboa, considera que a decisão da Netflix é "uma afronta desnecessária e escusada" para quem gosta de cinema. Também Paulo Branco pediu para ter o filme no cartaz do último Leffest, mas a empresa recusou, permitindo apenas a exibição de ‘Atlantics’.

Nos Estados Unidos, assim como em Espanha e Itália, ‘O Irlandês’ foi exibido em alguns cinemas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)