Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

Fundação Ray Charles processa os filhos do cantor

A fundação criada por Ray Charles está a processar sete dos filhos do músico norte-americano falecido em 2004, aos 73 anos, por estarem a reclamar o pagamento de direitos de autor. Segundo a instituição, o cantor teria cedido os direitos de autor de 51 das suas canções – incluindo ‘I Got a Woman’, ‘A Fool For You’, ‘Mary Ann’ e ‘What’d I Say’ – em 2002, ou seja, dois anos antes de morrer, fazendo os filhos assinarem o contrato a favor da fundação.
9 de Abril de 2012 às 01:00
Ray Charles morreu em 2004, aos 73 anos, e deixou um fundo de 500 mil dólares (381.7 mil euros) a cada um dos seus doze filhos
Ray Charles morreu em 2004, aos 73 anos, e deixou um fundo de 500 mil dólares (381.7 mil euros) a cada um dos seus doze filhos FOTO: D.R.

Com o dinheiro, a instituição comprometia-se a ajudar à formação de jovens desfavorecidos e deficientes auditivos. 

Mas os filhos de Ray Charles apoiam-se num dispositivo legal: segundo a lei americana, os detentores legais de direitos de autor podem renegociar contratos antigos que tenham assinado.

Segundo um comunicado da fundação, esta “depende inteiramente deste dinheiro e sem as receitas da propriedade intelectual de Ray Charles não conseguirá continuar a satisfazer os seus desejos.”

O mesmo comunicado refere que antes de morrer Ray Charles criou um fundo de 500 mil dólares (381.1 mil euros) para cada um dos doze filhos.

Cultura Música Ray Charles Fundação Ray Charles polémica tribunal direitos de autor
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)