Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
3

Hollywood em chinês

Acordo promete revolucionar o cinema.
Sónia Dias 21 de Setembro de 2015 às 19:06
Estúdios da Warner Bros. apostam no cinema asiático
Estúdios da Warner Bros. apostam no cinema asiático FOTO: DR
A norte-americana Warner Bros. e a China Media Capital (CMC) – um fundo de investimento apoiado pelo governo chinês – anunciaram este domingo a criação de uma empresa conjunta para produzir e distribuir filmes em língua chinesa e inglesa, já a partir de 2016.

A nova empresa, que permite o regresso da Warner ao mercado asiático, terá o nome de Flagship Entertainment, com sede em Hong Kong e escritórios em Los Angeles e Pequim. Esta ‘joint venture’ surge após meses de negociações e pretende tirar partido da expansão da China na indústria cinematográfica, que nos próximos três anos deverá mesmo ultrapassar Hollywood.

"Planeamos desenvolver, investir, comprar e produzir um vasto leque de filmes para distribuição mundial através da Warner Bros.", disse a Flagship.

A China Media Capital tem ainda acordos com a DreamWorks, de Steven Spielberg, e com a 21st Century Fox.

Em 2015, o cinema chinês fez cerca de 2,5 mil milhões de euros em receitas de bilheteira, o que representa 60% dos ganhos totais (produções estrangeiras e nacionais).
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)