Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
1

Mãe mata jovem filho no palco da Comuna

João Mota leva à cena peça de Tennessee Williams nunca antes representada em Portugal.
Ana Maria Ribeiro 23 de Outubro de 2018 às 01:30
Custódia Gallego é Arkadina neste espetáculo de João Mota. Sentado no sofá, o ator Igor Sampaio
Custódia Gallego é Arkadina neste espetáculo de João Mota
Custódia Gallego é Arkadina neste espetáculo de João Mota
Custódia Gallego é Arkadina neste espetáculo de João Mota. Sentado no sofá, o ator Igor Sampaio
Custódia Gallego é Arkadina neste espetáculo de João Mota
Custódia Gallego é Arkadina neste espetáculo de João Mota
Custódia Gallego é Arkadina neste espetáculo de João Mota. Sentado no sofá, o ator Igor Sampaio
Custódia Gallego é Arkadina neste espetáculo de João Mota
Custódia Gallego é Arkadina neste espetáculo de João Mota
Um jovem escreve uma peça. A mãe, uma atriz famosa, odeia o texto. O rapaz entra em depressão e nem a consolação do amor lhe resta: a mulher que ele ama está apaixonada por outro... É assim ‘A Gaivota’, que Anton Tchekov escreveu em 1895.

É também, assim, ‘Os Apontamentos de Trigorin’, peça na qual Tennessee Williams retoma as personagens e o enredo da comédia tchekoviana, no início da década de 80, cortando os monólogos mais longos, tornando os dramas pessoais mais intensos, e dando mais fôlego à personagem de Trigorin, aqui um bissexual que acha que, para se ser bom escritor, é preciso "ter um pouco dos dois sexos".

O espetáculo, que estreia esta noite no Teatro da Comuna, em Lisboa, é a mais recente encenação de João Mota, que se encantou com uma peça que é "uma homenagem ao teatro e aos seus criadores" e que sublinha a importância dos afetos no relacionamento humano.

"Temos aqui o exemplo de como uma mãe pode matar um filho", explica o encenador. "Arkadina esmaga Constantine enquanto ser humano quando não lhe dá o amor que um progenitor deve à prole, e enquanto artista, quando nega que ele tenha talento."

É a primeira vez que esta peça é levada à cena no nosso País.

PORMENORES 
Elenco variado mas coeso
João Mota reuniu atores com experiências diversas, mas o resultado é uma peça com uma só respiração. No palco, Bárbara Branco é Nina e Carlos Paulo é Trigorin. E estão lá Custódia Gallego, Guilherme Filipe, Teresa Côrte-Real, Madalena Brandão, Igor Sampaio e outros.

Em cena até dezembro
‘Os Apontamentos de Trigorin’ estará em cena na Comuna até 16 de dezembro e pode ser vista de quarta a sábado às 21h30 e domingos às 16h00. O bilhete custa entre 7,5 e 10 euros, mas às quartas e quintas-feiras custa apenas cinco euros.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)