Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

Nomadland: História de uma mulher à deriva

‘Nomadland’ pode valer terceiro Óscar a Frances McDormand.
Sónia Dias 22 de Novembro de 2020 às 09:39
Frances McDormand interpreta Fern, uma mulher que perde tudo com a Grande Recessão
Frances McDormand interpreta Fern, uma mulher que perde tudo com a Grande Recessão FOTO: direitos reservados
É um dos grandes destaques da programação do 14º Leffest - Lisbon & Sintra Film Festival e será exibido terça-feira, às 19h00, no Teatro Tivoli. ‘Nomadland - Sobreviver na América’ tornou-se no primeiro filme a vencer os prémios principais nos festivais de Veneza e Toronto, o que o torna num dos favoritos aos Óscares. No principal papel temos Frances McDormand, já galardoada com duas estatuetas douradas na categoria de melhor atriz (por ‘Três Cartazes à Beira da Estrada’ e ‘Fargo’), que aos 63 anos aceitou o desafio de viver como uma nómada nos Estados Unidos durante cinco meses.

O filme, realizado por Chloé Zhao, segue a vida de Fern (McDormand), uma mulher que perde tudo durante a Grande Recessão e começa a viver como um nómada dos tempos modernos, percorrendo o oeste americano na sua carrinha. É inspirado no livro ‘Nomadland: Surviving America in the Twenty-First Century’, de Jessica Bruder, e conta com a participação de verdadeiros nómadas, Linda May, Charlene Swankie e Bob Wells, que interpretam o papel de mentores e companheiros de Fern.

“Com uma equipa limitada de 25 pessoas, conseguimos penetrar na comunidade nómada sem causar perturbação. Foi como se estivéssemos a jogar ao ‘E se?’ E se fossemos um deles? Aprendi a ficar quieta e calada, e a ouvir as suas histórias”, explicou a atriz, recordando que a prova de que estava a desempenhar bem o seu papel chegou quando lhe ofereceram trabalho num supermercado.
Ver comentários