Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

‘Pátio’ eleva a fasquia do cinema português

Comédia soma receita de mais de 2,5 milhões de euros.
Duarte Faria 1 de Setembro de 2015 às 08:24
Sara Matos e Anabela Moreira numa das cenas do filme
Sara Matos e Anabela Moreira numa das cenas do filme FOTO: D.R.

Um mês depois de ter estreado, o novo ‘Pátio das Cantigas’ continua a ser um sucesso e a colocar cada vez mais alta a fasquia para qualquer futuro candidato a filme português mais visto de sempre.

A obra de Leonel Vieira, com Miguel Guilherme e César Mourão, já foi vista por 488 556 espectadores, o que significa uma receita de bilheteira de 2 507 250 euros, segundo o Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA).

No passado fim de semana, ‘Pátio das Cantigas’ alcançou ainda outra proeza: entrou para a lista dos filmes mais vistos de sempre em Portugal, uma contabilização feita pelo ICA desde 2004. A comédia ocupa a 37ª posição desta lista, que é liderada por ‘Avatar’ (com 1 207 749 espectadores). Seguem-se ‘Mama Mia!’ (851 681) e ‘Mínimos’ (849 106), que também estreou este ano.

De resto, ‘Pátio das Cantigas’ já se tinha tornado, há mais de uma semana, no filme português mais visto de sempre, à frente de ‘O Crime do Padre Amaro’, que levou às salas 380 671 pessoas e que gerou uma receita de 1 643 842 euros, e da comédia ‘7 Pecados Rurais’, vista por 324 113 espectadores (1 676 689 euros).

pátio das cantigas cinema receitas bilheteira comédia filmes
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)