Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

Goleada do Sporting por cinco em Guimarães sob suspeita

Mensagens revelam suborno. João Aurélio garante que nunca foi abordado por qualquer clube.
Tânia Laranjo e Henrique Machado 17 de Maio de 2018 às 01:30
João Aurélio, defesa do Vitória de Guimarães, foi denunciado como tendo recebido para prejudicar a equipa contra o Sporting
João Aurélio
João Aurélio
Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães
João Aurélio, defesa do Vitória de Guimarães, foi denunciado como tendo recebido para prejudicar a equipa contra o Sporting
João Aurélio
João Aurélio
Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães
João Aurélio, defesa do Vitória de Guimarães, foi denunciado como tendo recebido para prejudicar a equipa contra o Sporting
João Aurélio
João Aurélio
Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães
As suspeitas de corrupção no Sporting, com os mesmos protagonistas que na época 2016/17 viciaram o campeonato de andebol, às ordens do diretor André Geraldes, estendem-se ao futebol profissional e à Liga. Um dos oito jogos em causa diz respeito à terceira jornada desta época, 2017/18, quando o Sporting se deslocou à Cidade Berço para defrontar o Vitória de Guimarães – subornando um atleta adversário. Os leões acabaram por golear o adversário (0-5).

Quem garante ter feito o suborno – ao defesa João Aurélio, para dar espaço aos avançados do Sporting – é Paulo Silva, intermediário, ao telefone. E até dá pormenores sobre o encontro junto ao Estádio D. Afonso Henriques para o pagamento no dia a seguir. Mas o CM sabe que o jogador desmentiu categoricamente o suborno. E ontem contactou o Sindicato dos Jogadores, ao qual pediu ajuda para processar Paulo Silva.

João Aurélio será interrogado e poderá vir a ser constituído arguido por corrupção desportiva, se houver indícios de que efetivamente recebeu dinheiro.

Paulo Silva foi o único interlocutor entre a estrutura leonina, cujo "chefe" era André Geraldes – próximo de João Gonçalves, como atestam trocas de mensagens –, e o atleta que ele diz ter subornado. Antes do jogo, João Gonçalves insistiu em saber se estava "tudo tratado", porque não podiam "falhar", tendo acabado por correr bem.

Aos 20 minutos de jogo, João Aurélio fez uma falta sobre Fábio Coentrão, à entrada da área, tendo na sequência da marcação do livre Bas Dost feito o 0-2 de cabeça. Abriu caminho para a goleada do Sporting e deu azo a que Gonçalves afirmasse que o jogo "correu bem". "O Aureas portou-se bem. Amanhã combinamos a entrega", disse.

Ao que Paulo Silva respondeu: "Combinado, amanhã, perto do Afonso [entrega do dinheiro a João Aurélio, perto do Estádio D. Afonso Henriques, do V. Guimarães, ver infografia]."

Saber se os jogadores receberam ou não é indiferente em termos penais. Se se fizer prova de que o Sporting teve a intenção de corromper - e só falhou o último elemento da cadeia -, os intermediários incorrem na mesma nos crimes de corrupção no fenómeno desportivo.

‘Arrependido’ não quis falar sobre futebol   
Paulo Silva, o arrependido neste caso que falou em exclusivo ao CM, disse que não quer para já explicar as conversas relativas ao futebol profissional. Reconheceu que teve essas conversas, dizendo depois que esperará serenamente que se faça justiça. 

"Boas relações com o André" 
Numa mensagem de voz, Gonçalo Rodrigues, funcionário do Sporting, diz a Paulo Silva que não negoceie à revelia de João Gonçalves: "Atenção, o André [Geraldes] tem uma relação muito boa com ele."

Negócio de Chaves falha: "O Freire desbroncou-se" 
O brasileiro Leandro Freire, defesa do Desportivo de Chaves na época 2016/17, também terá sido aliciado pelos leões. Em entrevista ao CM, Paulo Silva conta que abordou o atleta antes do encontro a contar para o campeonato. Freire terá aceitado, mas Paulo Silva diz que alguém o ouviu a falar da proposta no balneário. E que, por isso, recusou ajudar o Sporting.

A denúncia de que o atleta teria sido aliciado foi depois feita pelo próprio Leandro Freire à direção do Chaves. Depois terão existido conversas com o Sporting, que negou a situação. E o caso ‘morreu’ pouco depois.

As conversas de WhatsApp agora apreendidas pela PJ remetem também para esse atleta e para o momento em que se "desbroncou todo". João Gonçalves dizia depois disso a Paulo Silva para só abordar os jogadores na véspera dos encontros, explicando: "Não fales. Fala só um dia antes, para evitar armadilhas. Lembra-te do Freire que se desbroncou todo. É preciso muito cuidado."

Ainda na mesma entrevista, em exclusivo à CMTV, Paulo Silva explicava que inicialmente a intenção era de que Freire ajudasse no campeonato e na Taça. "O negócio acabou por não se fazer quando foi conhecido no balneário."

----------

Mensagens no WhatsApp

Cinco dias antes do V. Guimarães-Sporting, que os leões venceram (0-5), João Gonçalves e Paulo Silva acertam um esquema para subornar João Aurélio, defesa dos vimarenenses

14/8
João Gonçalves – Liga por aqui.
Paulo Silva – Liga.

15/8
João Gonçalves – Tudo certo? Falaste?

16/8
João Gonçalves - O gajo está mesmo connosco? Não podemos falhar, é muito importante.

18/8
João Gonçalves - Não podemos falhar, é muito importante.

19/8
Paulo Silva – Vai correr bem.

19/8 (depois do jogo)
João Gonçalves – Correu bem, o Aureas portou-se bem. Amanhã combinamos a entrega.

20/8
Paulo Silva – Combinado amanhã perto do Afonso (entrega do dinheiro a João Aurélio, perto do estádio D. Afonso Henriques, do Vitória de Guimarães)
João Gonçalves – Ok.

21/8
João Gonçalves – Correu tudo bem?
Paulo Silva – Sim.
João Gonçalves – O chefe (André Geraldes) gostou.
Paulo Silva – Ok.

Áudio entre Gonçalo Rodrigues, funcionário do Sporting e braço direito de André Geraldes, e o intermediário Paulo Silva
Gonçalo – Eu sei, estou a brincar consigo. Mas ouça lá uma coisa: você não faça isto á revelia do João Gonçalves, atenção, porque o André (Geraldes) tem uma relação muito boa com o João e tudo isso que é jogadores e entradas aqui, tem que passar pelo João. Por isso veja lá, mesmo para não estar a arranjar problemas para si, não faça isso à revelia dele.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)