Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3
Ao minuto Atualizado às 23:22 | 10/07

Vieira já está em casa a cumprir prisão domiciliária até pagar caução de três milhões

Empresário está proibido de contactar todos os administradores da SAD do Benfica.
Tânia Laranjo, Débora Carvalho, Pedro Zagacho Gonçalves(pedrogoncalves@cmjornal.pt) e Rafael Grau 10 de Julho de 2021 às 07:36
Vieira já chegou a casa onde ficará em prisão domiciliária
Vieira já chegou a casa onde ficará em prisão domiciliária
Vieira na chegada a casa
Chegada de Vieira a casa
Chegada de Vieira a casa
Chegada de Vieira a casa
Luís Filipe Vieira
Saída de carrinha com escolta policial
Saída de carrinha com escolta policial
Saída do TIC
Saída do TIC
Magalhães e Silva
Luís Filipe Vieira
Luís Filipe Vieira deixou o cargo
Vieira já chegou a casa onde ficará em prisão domiciliária
Vieira já chegou a casa onde ficará em prisão domiciliária
Vieira na chegada a casa
Chegada de Vieira a casa
Chegada de Vieira a casa
Chegada de Vieira a casa
Luís Filipe Vieira
Saída de carrinha com escolta policial
Saída de carrinha com escolta policial
Saída do TIC
Saída do TIC
Magalhães e Silva
Luís Filipe Vieira
Luís Filipe Vieira deixou o cargo
Vieira já chegou a casa onde ficará em prisão domiciliária
Vieira já chegou a casa onde ficará em prisão domiciliária
Vieira na chegada a casa
Chegada de Vieira a casa
Chegada de Vieira a casa
Chegada de Vieira a casa
Luís Filipe Vieira
Saída de carrinha com escolta policial
Saída de carrinha com escolta policial
Saída do TIC
Saída do TIC
Magalhães e Silva
Luís Filipe Vieira
Luís Filipe Vieira deixou o cargo
Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica suspenso de funções, ficará em prisão domiciliária até pagar uma caução de três milhões de euros, decidiu o juiz Carlos Alexandre este sábado. O 'superjuiz' decidiu aplicar todas as medidas de coação pedidas pelo Ministério Público para todos os arguidos. Vieira ficará também proibido de contactar com todos os administradores da SAD do Benfica.

O Ministério Público não pediu a prisão preventiva para o presidente das águias suspento de funções, que ficará sujeito a uma caução de três milhões de euros para ficar em liberdade. É a segunda maior caução de sempre na história da Justiça portuguesa. Rosário Teixeira pediu ainda que Vieira fique em prisão domiciliária até pagar a caução milionária.

Luís Filipe Vieira, de 72 anos, foi a última das quatro pessoas detidas no âmbito da investigação 'cartão vermelho' a ser ouvida pelo juiz Carlos Alexandre, no Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC), em Lisboa, antes da aplicação das medidas de coação.

Na sexta-feira, o empresário José António dos Santos foi o primeiro a prestar declarações, durante a manhã, seguindo-se, da parte da tarde, os interrogatórios de Bruno Macedo e de Tiago Vieira, filho de Luís Filipe Vieira.

Ao minuto Atualizado a 10 de jul de 2021 | 23:22
21:49 | 10/07

Luís Filipe Vieira já está em casa

Luís Filipe Vieira regressou a casa, este sábado, depois de conhecer as medidas de coação no Tribunal de Instrução Criminal. 

Sob forte escolta policial, o presidente do Benfica suspenso, já está em casa, onde vai cumprir prisão domiciliária até pagar a caução de três milhões de euros.
21:14 | 10/07

Arguidos já saíram do tribunal após decisão do juiz

Luís Filipe Vieira e os restantes arguidos do caso 'Cartão Vermelho' já abandonaram o tribunal, onde ficaram a conhecer as medidas de coação.
A carregar o vídeo ...
21:08 | 10/07

“Já saiu em liberdade”: Advogado considera medidas de coação “excessivas” e diz que Vieira está a caminho de casa

O advogado de Luís Filipe Vieira, Magalhães e Silva, defendeu este sábado que as medidas de coação aplicadas ao presidente do Benfica suspenso de funções pelo juiz Carlos Alexandre no âmbito do processo 'cartão vermelho' são "manifestamente excessivas".

"Estas medidas são manifestamente excessivas em face daquilo que está descrito na indiciação. Posso dizer com toda a tranquilidade que na indiciação não estão indicados factos que constituam crime", afirmou o representante de Luís Filipe Vieira, esta noite, à saída do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC), em Lisboa.

Em causa para o líder suspenso do Benfica está a obrigação de permanência em casa até à prestação de uma caução de três milhões de euros no prazo de 20 dias, a proibição de sair do país, com a entrega do passaporte no prazo de 10 dias, e de contactar com os outros arguidos do processo, à exceção do filho, Tiago Vieira.

"Veremos o meio pelo qual será possível pagar a caução", esclareceu Magalhães e Silva.
20:50 | 10/07

Vieira também está proibido de contactar com todos os administradores da SAD do Benfica

O Juiz Carlos Alexandre não decidiu a suspensão de todas as funções de Luís Filipe Vieira no Benfica mas proibiu-o de contactar com todos os administradores da SAD encarnada (o que, para efeitos práticos, resulta no mesmo).

Vieira que pediu a suspensão de funções por iniciativa própria não poderá, no entanto voltar a assumir funções uma vez que, caso o faça, alteram-se os prossupostos que determinaram as medidas de coação e ressurge o perigo de continuação da atividade criminosa, podendo Vieira ser imediatamente preso nesse caso.
20:18 | 10/07

Carlos Alexandre já decidiu: Vieira em prisão domiciliária até pagar caução de três milhões

O juiz Carlos Alexandre confirmou todas as medidas de coação pedidas pelo Ministério Público para os arguidos da Operação Cartão Vermelho. Assim, Luís Filipe Vieira ficará em prisão domiciliária até pagar uma caução de três milhões de euros.
19:34 | 10/07

Rosário Teixeira pede prisão domiciliária para Vieira até pagar caução

Segundo apurou o CM, o procurador Rosário Teixeira pediu ainda que Luís Filipe Vieira fique em prisão domiciliária até pagar a caução de três milhões de euros. O MP acredita que Vieira poderá fugir ao pagamento da caução, alegando não ter dinheiro para a pagar, daí que seja pedida esta medida.
19:23 | 10/07

Todas as medidas de coação pedidas pelo MP

Recapitulamos todas as medidas de coação pedidas pelo MP:

- Pedidas cauções milionárias aos arguidos para ficarem em liberdade: Para Vieira de três milhões de euros, para o empresário conhecido como 'Rei dos Frangos' de 2 milhões, para Tiago Vieira, filho de Luís Filipe Vieira, de 600 mil euros, e de 300 mil euros para Bruno Macedo.

- Medidas acessórias: todos os arguidos ficam com proibição de contactos entre si (com exceção de Vieira e do filho, pela relação familiar) e proibidos de sair do País, tendo que entregar o passaporte no prazo de 10 dias.
18:40 | 10/07

Vieira proibido de voltar ao Benfica

O MP pediu a proibição de Luís Filipe Vieira de voltar a exercer quaisquer funções no Benfica, de manter contacto de qualquer tipo com qualquer membro da SAD, da estrutura ou do universo do clube e não poderá sequer entrar nas intalações das águias.

Se o presidente do Benfica suspenso de funções desrespeitar a medida decretada, ficará preso.
18:28 | 10/07

Luís Filipe Vieira terá que pagar três milhões de euros para ficar em liberdade

O Ministério Público pediu uma caução de três milhões de euros como medida de coação a aplicar Luís Filipe Vieira para o presidente do Benfica, suspenso de funções, poder ficar em liberdade, apurou o CM.

Vieiera tem um prazo de 20 dias para proceder ao pagamento da caução, que não terá que ser feita em dinheiro, poderá incluir património.
17:46 | 10/07

Ministério Público não pede prisão preventiva para Vieira

Rosário Teixeira não pediu prisão preventiva para Luís Filipe Vieira. O procurador poderá no entanto pedir outras medidas de coação a aplicar aos arguidos, como a prisão domiciliária, o termo de identidade e residência, o pagamento de uma caução ou a proibição de contactos entre si

Luís Filipe Vieira tem funções suspensas no Sport Lisboa e Benfica.
16:05 | 10/07

Advogado não falou com Vieira sobre substituição por Rui Costa

O advogado de Luís Filipe Vieira, Magalhães e Silva, admitiu que não falou com o presidente suspenso do Benfica sobre a substituição na presidência do clube por Rui Costa, mas garantiu que o cliente "conhece a realidade".

"Tive o cuidado de não lhe dizer. Como ele não tem contacto com os meios de comunicação social ou com qualquer meio externo, é evidente que não lhe dei nota do que se passou entre ontem [sexta-feira] e hoje", afirmou o advogado, em declarações aos jornalistas após o interrogatório conduzido esta manhã pelo juiz Carlos Alexandre, no Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC), em Lisboa.

Sobre a substituição na presidência do Benfica, depois de Vieira ter suspendido o exercício de funções na sexta-feira, Magalhães e Silva vincou que, apesar de não lhe ter falado sobre essa situação, o empresário, de 72 anos, estava ciente do que iria acontecer.

14:32 | 10/07

Procurador fará a promoção a partir das 15h30

O procurador do MP Rosário Teixeira fará a promoção das medidas de coação em tribunal às 15h30, seguindo-se depois a audição dos advogados. 

Em cima da mesa está mesmo a prisão preventiva.

É esperado que o juiz Carlos Alexandre decida as medidas de coação ainda hoje.

O advogado de Vieira fez ainda saber que tanto Vieira quanto outros arguidos no processo foram confrontados com escutas telefónicas que implicam Vieira. O perigo de fuga é um dos motivos que poderá justificar a aplicação da medida de coação de prisão preventiva. 
14:25 | 10/07

Magalhães e Silva afirma que explicações dadas em tribunal "ilibam-no integralmente"

Terminou o interrogatório no Tribunal de InstruçãO Criminal. A sessão retoma às 15h30 para ouvir o Ministério Público.

O advogado de Luís Filipe Vieira, Magalhães e Silva, afirma que as explicações dadas em tribunal pelo seu cliente "ilibam-no integralmente". 

Magalhães e Silva afirma ainda que Vieira "não disse nada quer pudesse prejudicar minimamente o filho" durante as mais de quatro horas em que esteve a ser ouvido pelo superjuiz Carlos Alexandre.

O advogado afirma ainda que vai aguardar que o procurador do MP faça a sua promoção, mas espera que as diligências findem ainda hoje.
12:38 | 10/07

Juiz de instrução criminal quer terminar diligências hoje "seja a que horas for"

O juiz de instrução criminal já fez saber, sabe o CM, que quer tentar terminar as diligências hoje "seja a que horas for".

A afirmação junta-se assim à previsão do advogado de José António Santos de que será "um longo dia" até que se saiba o resultado final desta audição do presidente suspenso de funções dos encarnados.
11:56 | 10/07

Advogado do 'Rei dos frangos' prevê dia longo enquanto Vieira é ouvido

O interrogatório do empresário Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica que suspendeu funções, está ainda a decorrer, prevendo-se que "o dia será longo", disse hoje o advogado Castanheira das Neves, representante de José António dos Santos.

"O interrogatório do senhor Luís Filipe Vieira começou à hora estipulada, como aliás é norma neste tribunal, e, portanto, está ainda a decorrer", começou por dizer o advogado aos jornalistas, à porta do Tribunal Central de Instrução Criminal, em Lisboa.

Castanheira das Neves admitiu que, caso a audição de Luís Filipe Vieira termine antes da hora de almoço, "é provável que, no início da tarde, o Ministério Público (MP) faça a promoção das medidas coativas", seguindo-se uma fase em que os advogados dos arguidos "podem pronunciar-se sobre a promoção do MP", desconhecendo a duração.

"Vai depender da promoção do MP. Depois, temos de aguardar que o senhor juiz escreva a decisão e a anuncie", explicou, acrescentando que, face aos 80 anos do seu constituinte, conhecido como "o rei dos frangos, "a idade é um dos fatores que o tribunal pode e deve tomar em consideração, na apreciação das medidas coativas".

10:02 | 10/07

Advogada de Bruno Macedo espera medidas de coação conhecidas hoje

A advogada de Bruno Macedo recusou falar sobre o estado de espírito do seu cliente, mas avançou este sábado ao CM esperar que as medidas de coação sejam hoje conhecidas. 
09:06 | 10/07

Vieira e os outros três detidos no processo chegaram ao tribunal

O empresário Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica suspenso de funções, já chegou ao Tribunal Central de Instrução Criminal para ser presente a primeiro interrogatório judicial, no âmbito do processo 'Cartão Vermelho'.

Vieira e os outros três detidos no processo chegaram ao tribunal às 09h03, depois de pernoitarem pela terceira vez consecutiva nas instalações do Comando Metropolitano da PSP de Lisboa, em Moscavide.

08:55 | 10/07

Advogado de Vieira já chegou ao Tribunal Central de Instrução Criminal

Luís Filipe Vieira estará prestes a chegar ao Tribunal Central de Instrução Criminal, em Lisboa. Magalhães e Silva, o advogado e Vieira, já se encontra no 'Ticão' e falou aos jornalistas. 

O advogado fez saber que ainda não teria falado com o seu cliente, pelo que não sabia o estado de espírito em que o mesmo se encontrava. Revelou ainda que a decisão de suspender o cargo de presidente do Benfica "nada teve a ver" com o processo em curso. 

Magalhães e Silva explicou que Vieira colocou os interesses do Benfica à frente dos seus.
08:16 | 10/07

Vieira prestes a sair do Cometlis para o 'Ticão'

Começam a chegar as carrinhas pretas que levarão Vieira e os restantes detidos do Cometlis - onde o presidente do Benfica suspenso de funções pernoitou - para levar os arguidos até ao chamado 'Ticão', o Tribunal Central de Instrução Criminal, em Lisboa. 

Vieira será ouvido pelo juz Carlos Alexandre a partir das 9h00.
Luís Filipe Vieira Carlos Alexandre crime lei e justiça julgamentos
Ver comentários