Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

FC Porto exige ação a Fernando Gomes

Dragões querem que o presidente da FPF não se fique pelas palavras e avance com "medidas concretas".
Mário Pereira 24 de Setembro de 2017 às 01:30
Pinto da Costa e Fernando Gomes
Pinto da Costa
Pinto da Costa
Pinto da Costa
Pinto da Costa
Pinto da Costa e Fernando Gomes
Pinto da Costa
Pinto da Costa
Pinto da Costa
Pinto da Costa
Pinto da Costa e Fernando Gomes
Pinto da Costa
Pinto da Costa
Pinto da Costa
Pinto da Costa
O FC Porto quer que Fernando Gomes passe das palavras aos atos e incitou o presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) a adotar "medidas concretas que contribuam para o incremento da verdade desportiva das competições".

O desafio foi lançado este sábado através da newsletter oficial do FC Porto e surge no seguimento de uma mensagem tornada pública na sexta-feira por Fernando Gomes. Nesse texto, o antigo dirigente dos dragões alertou para a existência de "sinais de alarme" no futebol português, que no seu entender são um reflexo da "apologia do ódio" e do "constante tom de crítica em relação à arbitragem".

No mesmo dia, o FC Porto reagiu, mas fê-lo com um ataque ao Benfica, acusando o rival de "hipocrisia", por ter batido palmas ao discurso de Gomes.

Ontem, os dragões voltaram à carga. Dizem concordar no essencial com Fernando Gomes, nomeadamente em questões como a segurança e a relação entre árbitros e adeptos, mas exigem a aplicação das já referidas "medidas concretas", em prol da verdade desportiva.

Este apelo tem como destinatário implícito o Benfica, clube que nos últimos meses tem sido particularmente visado pelo departamento de comunicação do FC Porto, com a denúncia de múltiplas situações. Por diversas vezes, o clube azul-e-branco pediu aos responsáveis federativos e da Liga que avancem com investigações sobre questões que envolvem alegados favorecimentos de arbitragem ao Benfica, tornadas públicas através da divulgação de emails por Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto.

Como prioridade, contudo, os dragões exigem que a FPF pressione o Benfica, no sentido de obrigar o clube das águias "a tornar legais claques disfarçadas de grupos organizados".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)