Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Furacão Bonatini arrasa sadinos

Avançado brasileiro apontou três golo.
Pedro Carreira 28 de Fevereiro de 2016 às 11:33
Léo Bonatini (de braços no ar) festeja um dos golos com que o Estoril derrotou o V. Setúbal
Léo Bonatini (de braços no ar) festeja um dos golos com que o Estoril derrotou o V. Setúbal FOTO: Miguel A. Lopes/Lusa
Quando, aos 9 minutos, um lance polémico na grande área do V. Setúbal deixou jogadores, treinador e adeptos do Estoril à beira de um ataque de nervos, poucos acreditariam que a equipa canarinha conseguisse, como conseguiu, uma vitória tão fácil frente à turma do Sado. E o rosto do sucesso foi apenas e só um: Léo Bonatini.

O avançado brasileiro de 21 anos fez um hat-trick, quebrou finalmente um jejum de mais de um mês sem marcar e ainda foi a tempo de sofrer uma falta para penálti, que o próprio não conseguiu transformar em golo.

Antes, no tal lance, já o árbitro André Moreira tinha tomado a difícil decisão de anular um autogolo de Dani, que teria deixado o Estoril na frente. Aceita- -se a decisão do juiz, uma vez que a jogada é de muito difícil análise, mas compreendem-se os protestos da equipa da casa: Bonatini, sempre ele, estava em posição legal quando cabeceou ao poste, antes do desvio do capitão sadino para a própria baliza. Depois disso, o Estoril arrancou para uma exibição de luxo e chegou ao intervalo com uma vantagem que teve tanto de clara como de justa. Na segunda parte, houve mais do mesmo. Léo Bonatini continuou endiabrado e fez o hat-trick, na sequência de uma brilhante jogada individual de Gerso, para, já perto do fim do jogo, falhar um penálti. Não há fome que não dê em fartura.
V. Setúbal Estoril Léo Bonatini André Moreira Dani desporto futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)