Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Revolta na Volta a Portugal devido ao intenso calor

Temperaturas escaldantes marcam etapa entre Beja e Portalegre.
Francisco Laranjeira 4 de Agosto de 2018 às 10:15
Volta a Portugal
Volta a Portugal
Volta a Portugal
Volta a Portugal
Volta a Portugal
Volta a Portugal
Vicente de Mateos foi o vencedor da 2ª etapa da 80ª Volta a Portugal, em Portalegre, enquanto Rafael Reis mantém a camisola amarela. A tirada, a mais longa desta edição, foi bastante criticada pelos ciclistas, após 203,6 km, entre Beja e Portalegre e em que o calor não deu tréguas.

A temperatura na 'frigideira alentejana', sempre acima dos 40 graus, foi combatida com a intervenção dos bombeiros.

"Para proteger a saúde dos ciclistas, a etapa tinha de ser anulada. Quando há recomendações para não sair à rua e nós estamos a pedalar 200 km, a fazer ciclismo na sauna, só isso é significativo da dureza de hoje. Cada ciclista bebeu 25 e 30 bidons (15 litros de água)", lamentou Gustavo Veloso, duplo vencedor da Volta.

O camisola amarela, Rafael Reis, confessou que "sabia bem parar debaixo da água que os bombeiros estavam a mandar".

De Mateos, vencedor ao sprint da etapa, foi muito crítico. "Tratam-nos como se não fôssemos pessoas. Acho que te podes sentir um sobrevivente. Há muitos companheiros do pelotão que vão muito marcados pelo calor." 
Vicente de Mateos Volta a Portugal Gustavo Veloso Portalegre Volta Rafael Reis Beja desporto ciclismo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)