Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
9

FMI duvida da força da economia global para enfrentar tensões comerciais

Normalização da política monetária nos Estados Unidos envolvem riscos "sem precedentes".
Lusa 11 de Outubro de 2018 às 07:13
Christine Lagarde, diretora-geral do FMI
Lagarde
Christine Lagarde
Christine Lagarde
A presidente do FMI, a francesa Christine Lagarde
Christine Lagarde, diretora-geral do FMI
Lagarde
Christine Lagarde
Christine Lagarde
A presidente do FMI, a francesa Christine Lagarde
Christine Lagarde, diretora-geral do FMI
Lagarde
Christine Lagarde
Christine Lagarde
A presidente do FMI, a francesa Christine Lagarde

A diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI) afirmou esta quinta-feira duvidar da capacidade da economia global para enfrentar a atual escalada de tensões comerciais e as divergências monetárias entre as economias avançadas e emergentes.

"A economia é forte, o crescimento é forte, mas será a economia suficientemente forte? Eu não tenho certeza disso, o crescimento está a estagnar e está distribuído de forma desigual", disse Christine Lagarde, à margem da assembleia anual do FMI e do Banco Mundial, que decorre até domingo, em Bali, na Indonésia.

Em conferência de imprensa, a responsável do FMI indicou que a combinação entre a incerteza sobre o quadro regulamentar do comércio internacional, os elevados custos de financiamento nos países emergentes e a normalização da política monetária nos Estados Unidos envolvem riscos "sem precedentes".

Itália deve respeitar as regras da UE
A diretora do Fundo Monetário Internacional reiterou que a Itália deve respeitar as regras da UE em termos de disciplina fiscal, depois de o Governo populista italiano ter reafirmado que vai manter as previsões orçamentais.

"Quando se pertence a um clube e se decide ficar lá, é preciso respeitar as regras do clube", avisou Christine Lagarde, à margem da assembleia anual do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial, que decorre até domingo, em Bali, na Indonésia.

Lagarde insistiu que existe uma grande "uma distância" entre a "retórica do Governo italiano e os números finais" do orçamento do país.

Fundo Monetário Internacional FMI Christine Lagarde Bali Banco Mundial Indonésia Estados Unidos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)