Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

Companhia portuguesa compra o maior avião do Mundo

Hi Fly adquiriu Airbus A380 com 471 lugares. Aparelho não pode operar em Portugal.
Alfredo Leite(alfredoleite@cmjornal.pt) 6 de Julho de 2018 às 20:59
A380 da Hi Fly à chegada a Malta
A380 da Hi Fly à chegada a Malta
Airbus A380
A380 da Hi Fly à chegada a Malta
A380 da Hi Fly à chegada a Malta
Airbus A380
A380 da Hi Fly à chegada a Malta
A380 da Hi Fly à chegada a Malta
Airbus A380

A companhia aérea portuguesa Hi Fly acaba de receber na sua frota um Airbus A380 considerado o maior avião comercial do Mundo. Com esta compra a empresa transforma-se na quarta companhia europeia, depois da Lufthansa, Air France e British Arways, a operar aquela aeronave.

A aquisição, cujo montante envolvido não foi revelado, realizou-se através da subsidiária da Hi Fly em Malta. É, aliás, nesta ilha do Mediterrâneo que se encontra desde esta quarta-feira o avião onde será pintado com as cores da Hi Fly nas instalações da Aviation Cosmetics, uma empresa da especialidade localizada no Safi Park, um ‘cluster’ de aviação maltês.

Em comunicado, o presidente da Hi Fly, Paulo Mirpuri, refere que "o A380 minimiza o impacto ambiental graças à redução das emissões de gás nocivo por passageiro por quilómetro dentro da sua categoria".

O Airbus A380, que anteriormente esteve ao serviço da Singapore Airlines, tem uma configuração capaz de transportar um total de 471 passageiros (12 em primeira classe, 60 em business e 399 em económica). Uma configuração compactada apenas para classe económica permite ao A380 transportar mais de 800 pessoas.

A Hi Fly opera uma frota de 15 aeronaves Airbus em regime quase exclusivo de ‘wet lease’ – fornecimento de aviões com tripulação, manutenção e seguros. Entre os clientes da Hi Fly encontram-se a TAP, Corsair ou Norwegian, entre outras.

A380 não aterrará em Lisboa

Este gigante dos céus – um dos dois que a companhia pretende adquirir, segundo revelou o Jornal de Negócios no final do ano passado – não aterrará em Portugal, por enquanto, em operações comerciais.

Os aeroportos nacionais não têm capacidade para receber em operação comercial aparelhos com a envergadura do A380. Tal só deverá ser possível em Lisboa a partir de 2021, ano previsto para a conclusão das obras de adaptação do aeroporto Humberto Delgado.

A empreitada, cujo investimento oscilará entre os 250 e os 350 milhões de euros, implica essencialmente a instalação de mangas de acesso a aviões de grandes dimensões além da instalação de mais quatro dezenas de portas de embarque.

Airbus A380 aviação hi fly Portugal Malta
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)