Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
1

TAP precisa de 50 milhões até fim do mês

Companhia gere orçamento à semana.
Miguel Alexandre Ganhão(miguelganhao@cmjornal.pt) 13 de Novembro de 2015 às 10:40
Isabel Castelo Branco, Marques Guedes e Miguel Pinto Luz, novo secretário de Estado dos Transportes, estiveram na quinta-feira no ‘briefing’ do Conselho de Ministros a dar explicações sobre a TAP FOTO: LUSA

Se não entrarem 150 milhões de euros nos próximos cinco dias na TAP, a empresa fica sem dinheiro para os salários dos seus 10 mil trabalhadores, sem capital para pagar o estacionamento dos seus aviões no Aeroporto da Portela, e sem meios para abastecer de combustível a frota. Segundo apurou o CM, junto de fontes ligadas ao processo de privatização, a companhia esteve perto do incumprimento com vários fornecedores no fim do mês de outubro, por dificuldades de tesouraria.

O CM sabe que, se nada for feito, a TAP chegará ao fim do mês de novembro com um buraco de 50 milhões de euros nas contas. E só estamos a falar em despesas correntes, excluindo o serviço da dívida aos bancos. O valor agrava-se para os 90 milhões no final do ano.

São estes os números que justificaram a antecipação, para ontem, do fecho do negócio com o grupo Atlantic Gateway e a afirmação do ministro Marques Guedes no Conselho de Ministros: "A situação da TAP é de iminente colapso financeiro de tesouraria. Há o risco efetivo de aviões poderem ficar no chão."

O Governo decidiu antecipar a venda, na condição de o grupo comprador injetar já 150 milhões de euros, quando, no acordo assinado em junho, havia um prazo para recapitalizar a empresa até 23 de junho de 2016. A secretária de Estado do Tesouro, Isabel Castelo Branco, explicou como será feita a antecipação da entrada de dinheiro e confirmou a assinatura final do negócio para quinta-feira. Segundo especialistas, ouvidos pelo CM, os custos da reversão do negócio para o Estado, como reclama o Partido Socialista, terão de contabilizar o dinheiro que já entrou e ainda uma compensação pelos lucros cessantes, o que, numa perspetiva conservadora, será sempre um valor superior a 200 milhões de euros.
TAP orçamento fornecedores venda governo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)