Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Abutres evitam território português

Novo estudo prova que os animais não encontram fonte de alimento no nosso país.
26 de Fevereiro de 2018 às 16:52
Abutres evitam território português por falta de alimento
A falta de alimento deve-se a lei implementada em 2011
Os abutres estão em risco de extinção
Abutres evitam território português por falta de alimento
A falta de alimento deve-se a lei implementada em 2011
Os abutres estão em risco de extinção
Abutres evitam território português por falta de alimento
A falta de alimento deve-se a lei implementada em 2011
Os abutres estão em risco de extinção

Um recente estudo afirma que os abutres evitam entrar em Portugal devido à escassez de alimento em território nacional. A informação é concluída por Eneko Arrondo, aluno na Estação Biológica de Doñana, que realizou uma investigação onde afirma que os animais 'fogem' do nosso país devido à lei portuguesa.

A ausência destas aves, conhecidas por viajar longa distâncias em busca de alimento, está relacionada com um regulamento, executado em 2011, que obriga a que todo o gado morto por causas naturais deve ser imediatamente enterrado ou incinerado.

A medida foi aplicada devido à epidemia 'da doença das vacas loucas' que tinha como objetivo impedir a difusão do vírus ao destruir imediatamente as carcaças contagiadas.

Após alguns anos, Espanha abandonou a medida e deixa que os cadáveres fiquem expostos, transformando-se desta forma em alimento para os abutres.

O estudo espanhol teve a duração de três anos e seguiu o trajeto de 71 aves carnívoras (de duas espécies diferentes) e foi possível analisar que estas raramente se aventuravam em território nacional.

Uma vez que estas aves estão em extinção, os dados preocupam os especialistas que afirmam que uma diferença de legislações está a afetar o equilíbrio ecológico e apelam a uma uniformidade administrativa na península ibérica.

 

Ver comentários
}