Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Ataque ao último reduto do Daesh obriga retirada de dois mil civis de vila na Síria

Forças militares preparam ataque. Objetivo é evitar um banho de sangue.
28 de Fevereiro de 2019 às 13:02
Último reduto ao Daesh obriga retirada de dois mil civis de vila na Síria
Último reduto ao Daesh obriga retirada de dois mil civis de vila na Síria
Ataque ao último reduto do Daesh obriga retirada de dois mil civis de vila na Síria
Ataque ao último reduto do Daesh obriga retirada de dois mil civis de vila na Síria
Ataque ao último reduto do Daesh obriga retirada de dois mil civis de vila na Síria
Ataque ao último reduto do Daesh obriga retirada de dois mil civis de vila na Síria
Ataque ao último reduto do Daesh obriga retirada de dois mil civis de vila na Síria
Último reduto ao Daesh obriga retirada de dois mil civis de vila na Síria
Último reduto ao Daesh obriga retirada de dois mil civis de vila na Síria
Ataque ao último reduto do Daesh obriga retirada de dois mil civis de vila na Síria
Ataque ao último reduto do Daesh obriga retirada de dois mil civis de vila na Síria
Ataque ao último reduto do Daesh obriga retirada de dois mil civis de vila na Síria
Ataque ao último reduto do Daesh obriga retirada de dois mil civis de vila na Síria
Ataque ao último reduto do Daesh obriga retirada de dois mil civis de vila na Síria
Último reduto ao Daesh obriga retirada de dois mil civis de vila na Síria
Último reduto ao Daesh obriga retirada de dois mil civis de vila na Síria
Ataque ao último reduto do Daesh obriga retirada de dois mil civis de vila na Síria
Ataque ao último reduto do Daesh obriga retirada de dois mil civis de vila na Síria
Ataque ao último reduto do Daesh obriga retirada de dois mil civis de vila na Síria
Ataque ao último reduto do Daesh obriga retirada de dois mil civis de vila na Síria
Ataque ao último reduto do Daesh obriga retirada de dois mil civis de vila na Síria
Dois mil civis já foram retirados de Baghuz, na Síria, para prevenir o ataque ao último reduto do Daesh que está a ser preparado por forças militares.

Segundo avança a Reuters, cerca de 300 dos mais radicais combatentes extremistas estão em Baghuz, pelo que, para evitar um banho de sangue, a vila está a ser evacuada, perto da fronteira com o Iraque.

Os civis vão entrar num campo de refugiados para acolhimento, mas antes têm de ser controlados e passar por detetores de metais.

"Só há duas opções: rendição incondicional ou uma batalha até ao fim", explicou um porta-voz do SDF, Mustafa Bali, segundo avança a Reuters.
Iraque Baghuz Síria Reuters SDF Mustafa Bali política política distúrbios guerras e conflitos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)