Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Caravana partidária de Lula da Silva atingida por tiros

"Nós podíamos ter uma pessoa morta", lamentou a presidente nacional do Partido dos Trabalhadores.
28 de Março de 2018 às 00:35
Lula da Silva
Lula da Silva
Lula da Silva
Lula da Silva
Lula da Silva
Lula da Silva
Lula da Silva
Lula da Silva
Lula da Silva
Lula da Silva
Lula da Silva
Lula da Silva
Lula da Silva
Lula da Silva
Lula da Silva
Dois dos autocarros que seguem em campanha eleitoral por Lula da Silva, no Brasil, foram atingidos por tiros esta terça-feira. 

Segundo avança a imprensa brasileira, o incidente aconteceu enquanto os veículos seguiam de Quedas do Iguaçu para Laranjeiras do Sul, no Paraná. 

A presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, de Lula da Silva, contou num vídeo publicado nas redes sociais que um dos veículos foi atingido por um tiro na lateral e por outro, de raspão, num vidro. O primeiro chegou mesmo a furar a estrutura do autocarro, que levava a imprensa nacional e internacional e que seguia sem escolta policial. 

"Nós podíamos ter uma pessoa morta", garantiu Gleisi Hoffman. 

Para prevenir novos incidentes, a presidente do partido de Lula pediu ao Ministério de Segurança Pública mais policiamento em alguns eventos onde a caravana de campanha irá passar. "Nós não temos segurança em relação à caravana do presidente. Não é um grupo de oposição política. É uma milícia armada", adianta a senadora. 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)