Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

BioNTech aumenta produção da vacina da Covid-19 para responder às necessidades dos países da UE

Empresa atribuiu a escassez atual em parte à política de compras da UE.
Lusa 1 de Janeiro de 2021 às 13:22
Terceira fase dos testes da vacina da Johnson envolve 60 mil voluntários
Terceira fase dos testes da vacina da Johnson envolve 60 mil voluntários FOTO: Murad Sezer / Reuters
A empresa alemã BioNTech, parceira do consórcio norte-americano Pfizer no desenvolvimento da primeira vacina contra o novo coronavírus, vai aumentar a produção para cobrir as necessidades dos países da União Europeia (EU), em dificuldades para conseguir imunizar a população.

Em entrevista à revista Der Spiegel, o CEO da BioNTech atribuiu a escassez atual em parte à política de compras da UE, considerando que o processo foi mais lento do que em outras partes do mundo.

"O processo na Europa não foi tão rápido e direto quanto em outros países e isso deve-se, também, ao facto da UE não ter autorizado pedidos diretos, caso contrário os países também teriam tido a sua oportunidade. Numa negociação em que se requer um anúncio claro, isso é algo que pode demorar algum tempo", afirmou Ugur Sahin à Der Spiegel.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
UE BioNTech Covid-19 Der Spiegel Pfizer União Europeia economia negócios e finanças vacinação coronavírus
Ver comentários