Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Casal transexual prepara-se para ter filhos

Mulher e homem mudaram de sexo e agora congelaram óvulos, na esperança de constituir família.
Pedro Zagacho Gonçalves 22 de Fevereiro de 2017 às 19:39
Jamie O’Herlihi e Harry Matthews congelaram esperma e óvulos para poderem ter filhos
Jamie O’Herlihi e Harry Matthews congelaram esperma e óvulos para poderem ter filhos
Jamie O’Herlihi e Harry Matthews congelaram esperma e óvulos para poderem ter filhos
Jamie O’Herlihi e Harry Matthews congelaram esperma e óvulos para poderem ter filhos
Jamie O’Herlihi e Harry Matthews congelaram esperma e óvulos para poderem ter filhos
Jamie O’Herlihi e Harry Matthews congelaram esperma e óvulos para poderem ter filhos
Jamie O’Herlihi e Harry Matthews congelaram esperma e óvulos para poderem ter filhos
Jamie O’Herlihi e Harry Matthews congelaram esperma e óvulos para poderem ter filhos
Jamie O’Herlihi e Harry Matthews congelaram esperma e óvulos para poderem ter filhos

Jamie O’Herlihi e Harry Matthews namoram há quase um ano em Dublin, na Irlanda e assumem que nunca foram tão felizes. Os dois são transexuais: Jamie era homem e mudou de sexo, já Harry nasceu mulher e mudou para o sexo masculino. Querem ser os primeiros pais transgéneros da Irlanda.

Jamie e Harry, ambos de 24 anos, já vivem juntos e querem agora ter um filho em comum. Por isso, retiraram esperma e óvulos, que foram congelados, para que em breve possam conceber uma criança.

Jamie tem uma irmã que também é transexual, Chloe, de 20 anos, e as duas irmãs deram que falar na Irlanda ao começarem os procedimentos de mudança de sexo ao mesmo tempo, em 2015. Jamie começou tratamentos hormonais para o crescimento de seios mas, quando conheceu e começou a namorar com Harry, decidiu parar o tratamento com bloqueadores hormonais, com a ideia de ter filhos. "Os médicos disseram-me que se fizesse os tratamentos sem antes retirar esperma nunca poderia ter filhos. Entrei em pânico porque sempre quis ter crianças. Não poder conceber um filho meu seria uma mágoa muito grande. Por isso interrompi tudo e congelei esperma meu, para quando for necessário", conta a jovem ao Irish Mirror.

Harry vai fazer o mesmo. Ainda com o aparelho reprodutor feminino intacto, o jovem recorre agora a uma clínica de fertilidade para recolher óvulos e congela-los. "É um processo muito caro, mas a poupámos e, a pouco e pouco, conseguimos. O plano é depois criar um embrião, para depois recorrermos a uma barriga de aluguer para termos um filho biológico", comenta o futuro pai.

Ainda sem data definida para a criação do embrião, o casal vai depois retomar os procedimentos para concluir a mudança de sexo. Assumindo que são alvo de muitas críticas e ataques, Jamie e Harry têm resposta pronta. "O nosso lema é simples: vive e deixa viver. Quando nós lutamos pelos Direitos Humanos, lutamos por todas aspessoas. Não acusem, não apontem o dedo e não queiram tirar direitos a ninguém, porque não sabem pelo que estão a passar", conclui o casal.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)