Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Criança sofre paragem cardíaca e é salva pela mãe

Menina de 10 anos foi submetida a manobras de suporte básico de vida.
12 de Maio de 2018 às 16:22
Menina
Rapariga
Menina
Rapariga
Menina
Rapariga
Jo Naylor apoiava a filha de 10 anos num corrida escolar quando, de repente, a menina caiu inanimada na relva após passar a meta. 

Num primeiro momento a mãe achou que Amelia estaria a brincar mas quando viu os olhos da desportista percebeu que algo mais sério se passava. Amelia não respirava e tinha sofrido uma paragem cardíaca. 

Desesperada, a mãe chamou o 112 e começou a realizar manobras de suporte básico de vida com compressão torácica e respiração boca a boca. 

"Deitei-a de costas, levantei-lhe o queixo e verifiquei se ela estava a respirar, mas não estava", conta ao jornal Mirror em lágrimas.

"Eu fiz-lhe boca a boca e ela não respondeu. Comecei as compressões torácicas. Depois de um minuto, pensei que ela se sentaria", disse Naylor.

Porém, a criança manteve-se sem reagir. Quando a equipa médica chegou confirmou-se que a jovem tinha sofrido uma paragem cardíaca e que se a mãe não tivesse feito manobras de suporte de vida já teria morrido. 

Jo Naylor executou as manobras de socorrismo durante 20 minutos o que fez com que o cérebro continuasse a receber oxigénio e a mantivesse viva até chegar ajuda. 

A equipa médica usou um desfibrilhador - um equipamento que aplica uma corrente elétrica no paciente - para que o coração voltasse a bater normalmente. A menina foi levada para o hospital e submetida a uma cirurgia de emergência onde foi descoberta uma deficiência na artéria coronária. Os médicos corrigiram o problema e Amelia conseguiu voltar à escola no mês seguinte. 

A mãe, Jo, não esquece os longos 20 minutos de suporte básico de vida que salvaram Amelia.
Jo Naylor Amelia Mirror Naylor saúde acidentes e desastres
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)