Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Deputada mexicana descobre que filha foi assassinada durante sessão do parlamento

Vídeo mostra momento em que Carmen Medel irrompe em gritos e lágrimas.
10 de Novembro de 2018 às 14:47
Deputada mexicana Carmen Medel soube do homicídio da filha no parlamento
Deputada mexicana Carmen Medel soube do homicídio da filha no parlamento
Deputada mexicana Carmen Medel soube do homicídio da filha no parlamento
Deputada mexicana Carmen Medel soube do homicídio da filha no parlamento
Deputada mexicana Carmen Medel soube do homicídio da filha no parlamento
Deputada mexicana Carmen Medel soube do homicídio da filha no parlamento

A sessão desta quinta-feira da Câmara dos Deputados do México ficou marcada por um momento estarrecedor. Carmen Medel recebeu em plena sessão um telefonema a dar conta de que a sua filha, Valeria Cruz Medel, foi assassinada aos 22 anos. O crime aconteceu em Ciudad Mendoza, no estado de Veracruz, e a política soube de tudo quando estava na assembleia.



O vídeo da sessão mostra a deputada em desespero, gritando "mataram a minha filha". O presidente da Câmara dos Deputados interrompeu a sessão, depois de parlamentares de vários partidos se terem levantado para expressar a sua mágoa para com a dor da colega.

O jornal El Mundo conta que o México vive um surto de homicídios "que não distingue classe social, região ou profissão. Há cada vez menos locais não afetados pela violência que vem atingindo o país há anos e que fará de 2018 o ano mais sangrento em décadas".

Jornais de Veracruz relatam  que naquela tarde um homem armado entrou numa ginásio de Ciudad Mendoza, a poucos metros da sede da autarquia e abriu fogo contra Valeria. O corpo da jovem, que estudava medicina na universidade Veracruz – ficou estendido entre os aparelhos de fitness. A cidade tem oito milhões de habitantes e já superou 1.000 homicídios até agora este ano.

A deputada do Movimento de Regeneração Nacional (Morena), sofreu uma crise nervosa. Começou a gritar de raiva e a bater nas cadeiras vizinhas, o que levou o presidente da Câmara a suspender a sessão e solicitar o atendimento dos serviços de urgência.

Porfírio Muñoz Ledo, presidente da Câmara dos Deputados, encerrou a sessão minutos depois. "Não posso deixar este momento passar sem enfatizar o grave estado em que se encontra a nação, a vulnerabilidade das famílias e, acima de tudo, a impunidade. Neste caso, que ela não exista", disse. 

Desde o início do ano, já se registaram pelo menos 22 mil homicídios no México.

Ciudad Mendoza México Carmen Medel Valeria Cruz Medel Veracruz El Mundo Porfírio Muñoz Ledo homicídio filha
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)