Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Eurogrupo fecha a porta a negociações com a Grécia

Ministros das Finanças da UE estudam defesa do euro.
Francisco J. Gonçalves 28 de Junho de 2015 às 03:15
Jeroen Dijsselbloem foi implacável: "O programa de ajuda termina na terça-feira à meia-noite"
Jeroen Dijsselbloem foi implacável: 'O programa de ajuda termina na terça-feira à meia-noite' FOTO: Yves Herman
O Eurogrupo respondeu este sábado com um rotundo não ao pedido grego de extensão do prazo do resgate que expira a 30 de junho. Esta foi a reação ao anúncio-surpresa do primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, que na sexta-feira convocou para 5 de julho um referendo às medidas de austeridade exigidas por Bruxelas.

"O programa vai expirar terça-feira à meia-noite", anunciou Jeroen Dijsselbloem, presidente do Eurogrupo, confirmando o falhanço dos esforços do ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis, para obter um alargamento do prazo de devolução de 1,6 mil milhões de euros ao FMI até à realização do referendo, no próximo domingo.

Segundo fontes citadas pelo jornal espanhol ‘El País’, um reduzido grupo de eurocratas trabalha há vários meses num plano de contingência para defender a moeda única da saída da Grécia. Com o nome de código ‘Operação Albânia’, esse conjunto de medidas pode passar pela continuação do apoio aos gregos para regressarem à antiga moeda nacional: o dracma. A ministra das Finanças portuguesa, Maria Luís Albuquerque, disse no final da reunião do Eurogrupo: "Estamos numa situação nunca vivida e, portanto, será de esperar que haja alguma perturbação nos mercados."
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)