Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Filho de Bolsonaro ameaça Supremo

Eduardo Bolsonaro sugere intervenção militar se juízes tentarem impugnar candidatura do pai ou bloquear a sua tomada de posse.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 23 de Outubro de 2018 às 09:36
Eduardo Bolsonaro e o pai
Eduardo Bolsonaro
Eduardo Bolsonaro
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro
Eduardo Bolsonaro e o pai
Eduardo Bolsonaro
Eduardo Bolsonaro
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro
Eduardo Bolsonaro e o pai
Eduardo Bolsonaro
Eduardo Bolsonaro
Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro
Eduardo Bolsonaro, filho do candidato de extrema-direita à Presidência do Brasil Jair Bolsonaro, ameaçou "fechar o Supremo Tribunal Federal" (STF) se o órgão impugnasse a candidatura do pai ou impedisse a sua posse alegando alguma irregularidade.

As declarações são antigas mas ressurgiram numa altura em que o Supremo investiga o alegado financiamento irregular da campanha de Bolsonaro.

"Se o STF quiser alegar alguma coisa, sei lá, que ele (Bolsonaro) recebeu uma doação ilegal de 100 reais do Zé da Silva, e impugnar a candidatura dele, aí vai ser eles contra nós. Será que eles vão ter essa força mesmo? O pessoal lá [numa referência aos meios militares] até brinca que para fechar o STF nem precisa mandar um jipe, basta um soldado e um cabo", diz Eduardo num vídeo gravado antes da primeira volta mas que está agora a circular na internet.

As declarações já foram condenadas pelos juízes do STF como "autoritaristas" e "golpistas".

Entretanto, em mais um discurso polémico, Jair Bolsonaro ameaçou, no domingo, expulsar do Brasil ou mandar para a prisão líderes da esquerda, principalmente do PT.

"Esses marginais vermelhos serão banidos da nossa pátria. Ou se colocam sob a nossa lei, ou vão para fora ou para a prisão", afirmou num discurso por telefone a milhares de apoiantes reunidos em São Paulo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)