Mata a mulher com 24 facadas mas tribunal reduz-lhe a pena por vítima ter amante

Tribunal justifica o crime afirmando que Javier Napoléon Gamboa agiu "por um misto de raiva e desespero motivado por uma profunda deceção e ressentimento."
16.03.19
Um homem esfaqueou a companheira, em Itália, depois de descobrir que esta mantinha uma relação extraconjugal. Javier Napoléon Gamboa, de 52 anos, matou Angela Jenny Coello Reyes e viu a sua pena ser reduzida pelo tribunal que justificou com o adultério da mulher.

O crime ocorreu a 8 de abril de 2018, quando Javier teve um ataque de ciúmes e disferiu 24 facadas na mulher. Depois de cometer o crime acabou por fugir, tendo sido apanhado pelas autoridades três dias depois. 

O Ministério Público avançou com uma pena de prisão de 30 anos para o suspeito. Mas em tribunal, a juíza Silvia Capanini condenou o homem a 16 anos de prisão. 

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!