Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Menino de cinco anos com demência consegue reconhecer os pais após implante de chip

Harley, de Sheffield, em Inglaterra, é uma das 22 crianças que estão a fazer este teste clínico em todo o mundo. 
Correio da Manhã 12 de Novembro de 2019 às 13:29
Emma Siddal com o filho
Emma Siddal com Wayne e o filho
Emma Siddal com o filho
Emma Siddal com Wayne e o filho
Emma Siddal com o filho
Emma Siddal com Wayne e o filho
Um menino de cinco anos que sofre de uma condição rara de demência infantil conseguiu recuperar algumas capacidades cerebrais após ter sido submetido a uma cirurgia onde lhe foi implantado um chip na cabeça. 

Harley Bond chegou ao ponto de não reconhecer os próprios pais após ter sido diagnosticado com síndrome de Sanfilippo quando tinha apenas três anos. 

Este tipo de síndrome provoca uma demência precoce que pode causar inclusive danos cerebrais e é extremamente rara. 

Os pais do menino, Wayne Bond, de 47 anos, e Emma Siddal, de 38, ficaram devastados à medida que a demência se ia evidenciando. O implante do chip foi a 'bóia de salvação' destes pais e de Harley que, pouco depois da cirurgia, começou a dar sinais de melhoria. 

"Antes disto começar, o Harley estava a piorar mas, desde que o tem [chip], já se lembra de palavras que antigamente já não dizia e reconhece-nos como pais dele", disse o pai da criança acrescentando que a doença estabilizou. 

O chip liberta pequenas quantidades da enzima que falta no cérebro de Harley e que faz com que os seus sintomas piorem.

Harley, de Sheffield, em Inglaterra, é uma das 22 crianças que estão a fazer este teste clínico em todo o mundo. 

Harley Bond saúde
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)