Novo Banco bloqueia transferência milionária de Maduro

Em 2018 a instituição financeira portuguesa vendeu a sua sucursal por 272 mil euros.
O Novo Banco congelou uma transferência de mais de mil milhões de euros (1,2 mil milhões de dólares) do governo de Nicolás Maduro para o Uruguai. A notícia foi avançada pela agência Reuters citando o deputado venezuelano Carlos Paparoni.

Paparoni, que é presidente da Comissão de Finanças da Assembleia Nacional da Venezuela, falou ontem numa sessão parlamentar e explicou que foi "um valor próximo dos 1200 milhões de dólares (1,05 mil milhões de euros), para a banca uruguaia. Especificamente, tentaram transferir para o Banco República e o Banco de Desenvolvimento Económico e Social (Bandes), do Uruguai".

A instituição portuguesa tem uma linha de crédito com a Petróleos da Venezuela (PDVSA) que foi herdada do tempo do Banco Espírito Santo (BES). As relações financeiras da instituição de Ricardo Salgado com empresas públicas venezuelanas chegou a atingir os 8,2 mil milhões de euros entre janeiro de 2009 e dezembro de 2011.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!