Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Oklahoma volta a executar condenado com injeção letal após moratória de seis anos

Homem de 60 anos cumpria 130 anos de prisão por homicídio e vários assaltos à mão armada.
Lusa 29 de Outubro de 2021 às 13:38
Injeção letal
Injeção letal FOTO: Getty Images
O Oklahoma, nos Estados Unidos, executou na quinta-feira um homem de 60 anos condenado por homicídio, John Marion Grant, na primeira injeção letal naquele Estado após uma moratória de seis anos.

Grant foi o primeiro condenado a sofrer a pena capital naquela que era uma das câmaras de execução mais ocupadas do país, até que uma série de injeções letais defeituosas, em 2014 e 2015, levou a uma moratória das sentenças.

O condenado cumpria 130 anos de prisão por vários assaltos à mão armada e foi sentenciado à morte em 1999, após testemunhas afirmarem que arrastou uma funcionária do refeitório da prisão para uma arrecadação e a esfaqueou 16 vezes com uma faca artesanal.

Oklahoma Estados Unidos John Marion Grant crime lei e justiça punição / sentença
Ver comentários