Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Partido espanhol de extrema-direita quer cortar ajuda a vítimas de violência machista

Extremistas querem avaliar gastos com apoio a mulheres.
Francisco J. Gonçalves 23 de Fevereiro de 2019 às 09:51
Alejandro Hernández justificou pedido com necessidade de supervisão
Violência doméstica
Violência
Alejandro Hernández justificou pedido com necessidade de supervisão
Violência doméstica
Violência
Alejandro Hernández justificou pedido com necessidade de supervisão
Violência doméstica
Violência
O partido espanhol de extrema-direita Vox deu mais um passo na luta para desprestigiar o combate à violência machista.

Os deputados Francisco Serrano e Alejandro Hernández pediram ao governo regional, liderado pelo PP e apoiado pelo Vox, a lista, com nomes e apelidos, de todos os que trabalham nas unidades de combate à violência de género na Andaluzia.

Ante a incredulidade dos restantes partidos do hemiciclo, justificaram o pedido com a necessidade de avaliar se os profissionais que avaliam os maus-tratos a mulheres estão devidamente qualificados e também para "fiscalizar e comprovar" que ajudas foram concedidas para este efeito pelo governo regional.

A junta da Andaluzia está obrigada a fornecer estes dados ao abrigo dos regulamentos locais, mas estas sofrerão restrições sempre que entrem em confronto com a Lei de Proteção de Dados.
Andaluzia Alejandro Hernández Vox PP Francisco Serrano Lei de Proteção de Dados política governos regionais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)