Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Retomado julgamento de Khalid Sheikh Mohammed presumível cérebro do 11 de Setembro

Cinco homens, encarcerados há 15 anos na prisão da base naval norte-americana em Cuba não compareciam em tribunal desde o início de 2019.
Lusa 7 de Setembro de 2021 às 17:12
Khalid Sheikh Mohammed foi capturado em 2003
Khalid Sheikh Mohammed foi capturado em 2003 FOTO: Reuters
O julgamento do presumível cérebro do 11 de Setembro, Khalid Sheikh Mohammed, e de quatro outros acusados foi esta terça-feira retomado na base militar norte-americana de Guantanamo, quando os Estados Unidos se preparam para assinalar os 20 anos dos atentados.

Os cinco homens, encarcerados há 15 anos na prisão da base naval norte-americana situada no sudeste de Cuba, não compareciam em tribunal desde o início de 2019, antes de a pandemia de covid-19 ter interrompido o processo.

O seu julgamento, que deriva de uma justiça militar de exceção e parece estar ainda distante do fim, deverá recomeçar onde parou, com a defesa invocando atos de tortura quando os acusados estavam nas mãos da CIA (agência de serviços secretos externos norte-americana), para fazer com que seja invalidada a maioria das provas apresentadas pelas autoridades norte-americanas.

Ver comentários