Tribunal suspende líderes separatistas da Catalunha

Puigdemont, Junqueras e outros quatro dirigentes independentistas ficam impedidos de ocupar o seu lugar no Parlamento Regional.
Por Ricardo Ramos|11.07.18
  • partilhe
  • 0
  • +
O juiz Pablo Llarena, do Supremo Tribunal Espanhol, deu esta terça-feira  por concluída a fase de instrução do processo contra os líderes independentistas da Catalunha e decretou a suspensão cautelar de Carles Puigdemont, Oriol Junqueras e outros quatro acusados, que ficam impedidos de ocupar o seu lugar no Parlamento ou de delegar o seu voto, como fizeram até agora.

A decisão de Llarena foi tomada ao abrigo do Artigo 384 da Lei do Código Penal espanhol, que prevê a suspensão automática do exercício de cargos públicos de todos os acusados por rebelião a quem tenha sido decretada prisão preventiva.

O juiz explicou que se trata de uma medida cautelar – e não de uma inabilitação permanente –, que pode ser revogada no caso de a acusação por rebelião ser alterada ou no caso de os acusados serem colocados em liberdade condicional.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!