Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Twitter põe alerta de "informação enganosa" em mensagem de Bolsonaro sobre cloroquina

Presidente do Brasil apoiou o uso de medicamentos que são desaconselhados pela OMS.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 16 de Janeiro de 2021 às 12:57
Jair Bolsonaro, presidente do Brasil
Jair Bolsonaro, presidente do Brasil FOTO: Getty Images
A plataforma Twitter colocou no final da noite desta sexta-feira um alerta de "mensagem con informações enganosas" sobre uma publicação do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro. Na publicação, Bolsonaro voltou a defender o que ele chama de tratamentos precoces contra a Covid-19, constituídos pelo uso de Cloroquina, Hidroxicloroquina, Anitta e outras substâncias sem qualquer comprovação científica mas que o presidente brasileiro garante que previnem e curam a Covid-19.

"Estudos clínicos (que não citou) demonstram que tratamentos precoces contra a Covid-19 com anti-maláricos (como a Cloroquina) podem reduzir a progressão da doença e prevenir a hospitalização, e estão associados à redução da mortalidade", escreveu Jair Bolsonaro horas antes no seu twitter, contrariando cientistas do mundo inteiro e a Organização Mundial da Saúde, OMS, que garantem que a Cloroquina e outros medicamentos defendidos por Bolsonaro não têm qualquer efeito positivo no combate à Covid-19 e, antes pelo contrário, podem acarretar graves sequelas para as pessoas que os usem sem prexcrição médica.

Depois de analisar o conteúdo da mensagem, o twitter considerou-a mentirosa, mas não a tirou do ar. No alerta, o twitter informou que a mensagem "viola a política do twitter sobre publicação de informações enganosas e potencialmente prejudiciais em relação à Covid-19", mas que optou por não a tirar do ar por poder ser do interesse de muitos internautas. 
Twitter Anitta Cloroquina Jair Bolsonaro Covid-19 Hidroxicloroquina ciência e tecnologia saúde
Ver comentários