Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Venezuela encerra pontes que fazem fronteira com a Colômbia

Anúncio acontece a poucas horas da esperada entrada de ajuda humanitária internacional.
Lusa 23 de Fevereiro de 2019 às 02:59
Autoridades venezuelanas 'fecham' pontes com ligação à Colômbia
Delcy Rodríguez, vice-presidente venezuelana
Autoridades venezuelanas 'fecham' pontes com ligação à Colômbia
Delcy Rodríguez, vice-presidente venezuelana
Autoridades venezuelanas 'fecham' pontes com ligação à Colômbia
Delcy Rodríguez, vice-presidente venezuelana

O Governo da Venezuela anunciou que vai encerrar parcialmente a fronteira com a Colômbia perante "as ameaças" contra a sua soberania, a poucas horas da esperada entrada de ajuda humanitária internacional através da cidade de Cúcuta.

Numa publicação divulgada na rede social twitter, na sexta-feira (madrugada de sábado, em Lisboa), a vice-Presidente venezuelana, Delcy Rodríguez, afirmou que o Governo vai "fechar temporariamente" as pontes Simón Bolívar, Santander e Unión.

A medida surge depois do Presidente, Nicolás Maduro, ter encerrado a fronteira com o Brasil, onde, no mesmo dia, confrontos entre o exército e uma comunidade indígena provocaram pelo menos duas mortes.

Washington condena exército venezuelano
A Casa Branca condenou o exército venezuelano pelo "uso da força" contra civis, depois de confrontos no sul da Venezuela, na fronteira com o Brasil, terem provocado pelo menos dois mortos na sexta-feira.

"Os Estados Unidos condenam veementemente o uso da força pelo exército venezuelano contra civis desarmados, voluntários e inocentes na fronteira da Venezuela com o Brasil", lê-se num comunicado divulgado por Washington.

"Os Estados Unidos convocam o exército venezuelano a respeitar o seu dever constitucional de proteger os cidadãos da Venezuela. O exército deve permitir que a ajuda humanitária entre pacificamente no país", sublinhou a Casa Branca.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)