Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Violência e ameaças na campanha de Lula da Silva

Repórter do Globo agredido por seguranças do ex-presidente.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 28 de Março de 2018 às 09:00
Tensão entre apoiantes e opositores
Lula da Silva
Lula da Silva
Tensão entre apoiantes e opositores
Lula da Silva
Lula da Silva
Tensão entre apoiantes e opositores
Lula da Silva
Lula da Silva
Seguranças de Lula da Silva agrediram segunda-feira um repórter do Globo no estado do Paraná, em mais um episódio da violência que está a marcar a digressão do ex-presidente brasileiro pelo sul do país.

A caravana de Lula tem sido constantemente hostilizada e o ex-presidente já por várias vezes perdeu a calma e ameaçou responder com violência.

No incidente de segunda-feira, o repórter foi atacado após filmar os seguranças de Lula a agredirem jovens que protestavam contra o ex-presidente.

Os protestos e os ataques têm sido constantes em todas as cidades do sul do Brasil por onde tem passado a caravana de Lula, em pré-campanha para as presidenciais de Outubro, e os manifestantes chegaram a cortar estradas para impedir a entrada da comitiva, que foi várias vezes atacada com pedras e ovos.

"Não pensem que vão continuar a bater na gente e que a gente vai dar a outra face. A gente vai dar é porrada", ameaçou Lula ante os protestos em Chapecó, no estado de Santa Catarina.

Em São Miguel do Oeste, no Paraná, ao ser bombardeado por uma chuva de ovos no palco onde tentava discursar sob um guarda-chuva, Lula voltou a perder a cabeça e exortou aos gritos a polícia a identificar os agressores e a dar-lhes "um corretivo".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)