Empréstimos podem travar debandada de câmaras

Banco público arrisca perder 14 milhões de depósitos relativos a apenas três municípios.
Por Diana Ramos|13.06.18
A CGD está sob pressão dos municípios, que ameaçam retirar depósitos se o banco avançar com o encerramento de balcões nos respetivos concelhos. Só em três municípios – Viseu, Pombal e Castelo Branco – a Caixa arrisca perder quase 14 milhões de euros. E o número só não aumenta porque muitas autarquias estão ‘amarradas’ por financiamentos bancários, apurou o CM.

O autarca de Pombal deu o pontapé de saída, ao contestar o encerramento do balcão do Louriçal: "Se temos uma relação apenas comercial e o banco do Estado dispõe sem consideração por aquilo que são as pessoas, vamos deixar de trabalhar com a CGD", afirmou Diogo Mateus.

Segundo o relatório e contas do município, no final de 2017 os saldos da Câmara no banco totalizavam 5,8 milhões de euros.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!