Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
3

Explicações de António Costa tranquilizam João Lourenço

Manuel Vicente também se deslocou à Suíça, na comitiva do Chefe de Estado de Angola.
Diana Ramos e Miguel Alexandre Ganhão(miguelganhao@cmjornal.pt) 24 de Janeiro de 2018 às 01:30
António Costa e João Lourenço
António Costa e João Lourenço
António Costa e João Lourenço
António Costa e João Lourenço
António Costa e João Lourenço
António Costa e João Lourenço
António Costa e João Lourenço
António Costa e João Lourenço
António Costa e João Lourenço
António Costa e João Lourenço
António Costa e João Lourenço
António Costa e João Lourenço
António Costa e João Lourenço
António Costa e João Lourenço
António Costa e João Lourenço
Explicações de António Costa tranquilizam João Lourenço
Eram quase dez da noite em Portugal quando o primeiro-ministro português e o presidente de Angola se encontraram em Davos, na Suíça. A conversa durou mais de 40 minutos e tranquilizou João Lourenço.

Costa reconheceu que o processo Fizz, em julgamento, impede encontros oficiais. "Existe uma questão estritamente jurídica, que decorre da responsabilidade única das autoridades judiciárias. Tudo decorre normalmente, com uma única exceção: não haver visitas ao mais alto nível aos respetivos países", explicou Costa.

Ainda assim, frisou, nos encontros informais, as "relações são fraternas e insubstituíveis".

João Lourenço não falou, mas o ministro das relações Exteriores de Angola, Manuel Augusto, mostrou satisfação pela separação do processo que envolve Manuel Vicente, o ex-vice-presidente angolano, da Operação Fizz. "Estamos otimistas de que aquilo que consideramos um escolho no nosso caminho possa ser removido."

Manuel Vicente está também em Davos, integrado na comitiva oficial do Chefe de Estado angolano, mas o CM não conseguiu confirmar se o antigo vice-presidente angolano se cruzou com Costa durante a reunião com João Lourenço.

Relações entre os dois países são "excelentes"
O Presidente da República garantiu que a relação política e diplomática de Portugal com Angola "não podia ser melhor" e é feita de "múltiplos contactos", alguns mais públicos e formais, outros menos, mas todos importantes.

Marcelo Rebelo de Sousa falava aos jornalistas à saída da cerimónia de lançamento de Cascais como Capital Europeia da Juventude 2018, no Centro de Congressos do Estoril.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)