Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
8

Carlos Moedas vence duelo com Fernando Medina e conquista Câmara de Lisboa

Rui Moreira venceu no Porto, mas perdeu maioria absoluta. Veja as mudanças de Norte a Sul.
Pedro Zagacho Gonçalves(pedrogoncalves@cmjornal.pt) 26 de Setembro de 2021 às 22:00
A carregar o vídeo ...
Discurso de vitória de Moedas: “Não vamos falhar. Vamos mudar Lisboa, acreditem”

Moedas vence em Lisboa: Medina cantou vitória e acabou a desejar os parabéns
É a surpresa da noite eleitoral, a reviravolta na capital: Carlos Moedas destronou Fernando Medina na Câmara de Lisboa.

O PS chegou a clamar vitória ao início da noite mas, pelas 2h00, foi mesmo Fernando Medina, com o semblante pesado, a anunciar que a coligação encabeçada por Carlos Moedas foi a vencedora da corrida a Lisboa. O socialista começou o discurso a dar os parabéns ao adversário.

"O engenheiro Carlos Moedas ganhou e merece por isso as felicitações indiscutíveis. (...) Por um voto se ganha, por um voto se perde. Perdi estas eleições", admitiu Fernando Medina, visivelmente desiludido.

Antes dessa hora já se clamava vitória na sede de campanha da coligação 'Novos Tempos'. O PS perde também terreno para o Bloco de Esquerda

A coligação ‘Novos Tempos', encabeçada pelo social-democrata Carlos Moedas consegue resultado de 34,6, bem acima dos 11,22% de 2017 e mais do que os 20,59% que Assunção Cristas alcançou nesse ano, candidata pelo CDS-PP. 

Rui Moreira vence no Porto sem maioria absoluta
No Porto, Rui Moreira alcançou uma vitória de 41,13% (quando faltavam apurar resultados em duas freguesias), batante em linha com o resultado das autárquicas de 2017, mas perdendo a maioria absoluta. O PSD, representado por Vladimiro Feliz, foi sem hipótese (terá entre 14,4 e 18,4%), mas mesmo assim reforçou o resultado de 2017: 10,39%.

Santa Lopes: uma vitória que sabe a 1997
Santana Lopes regressa à Câmara da Figueira da Foz depois da última conquista na mesma cidade em 1997. Na altura conquistou quase 60% dos votos, este domingo à noite cantou vitória com 40,9%.

Suzana Garcia subiu resultado do PSD na Amadora mas não convence
Já na Amadora, o PS reduz ligeiramente o resultado de 2017 (47,97), ficando com 43,88%. Suzana Garcia, que representava a candidatura dos PSD/CDS, não agitou como prometera o município. Uma subida, para 24,55, dos 18,09% conseguidos nas anteriores autárquicas, mas ainda assim não chega.

José Manuel Silva 'trava' último mandato do socialista  Manuel Machado
Os socialistas caíram em Coimbra, mostram os resultados quando faltam apurar duas freguesias. A coligação ‘à direita’ de José Manuel Silva destrona o PS com uma subida meteórica, para um resultado de 43,93, deixando para trás os socialistas com entre 32,78%.

Maria das Dores Meira sai de Setúbal para perder em Almada. PS reforça resultado com Inês Medeiros
Não foi desta qua a CDU ‘roubou’ e reconquistou a Câmara à socialista Inês Medeiros. Maria das Dores Meira, ex-autarca de Setúbal e aposta forte da CDU para o ‘bastião comunista’, que foi perdido para os socialistas em 2017, foi derrotada. O PS conseguiu um resultado vencedor de 39,87%. Já os comunistas continuam a perder terreno, com 29,69%, depois de se terem ficado pelos 30,84% em 2017.

Surpresas de Norte a Sul: As mudanças de cadeiras e as Câmaras que os partidos seguraram

Veja os resultados:

PSD vence em Pedrógão Grande

O PS deu um valente 'trambolhão' do resultado acima de 55% em 2017, e perde a Câmara para o PSD, que obteve 52,62%, quando estavam já apurados resultados em três freguesias.

PS de regresso ao Sardoal ao fim de mais de 30 anos
O PSD é derrotado por pouco no Sardoal, que volta para as mãos dos socialistas 32 anos depois. Os sociais-democratas caem a pique para perto de 44,23% depois do resultado de 56.13 em 2017.

Alcanena vira 'à direita'
A coligação 'à direita' PSD, CDS-PP e MPT, conquistou a câmara de Alcanena ao PS com 46,49. Os socialistas passam para segunda força política

Viana do Alentejo volta a ser 'bastião' comunista
A CDU conseguiu 'roubar' a Câmara Municipal de Viana do Alentejo ao PS. Depois dos socialistas terem conseguido mais de 52% dos votos em 2017, o PCP-PEV afirma-se este ano com maior força: 37,36,%, mais de 3% acima do PS.

Mais e Melhor avança na Mealhada
O Movimento Independente 'Mais e Melhor Mealhada', que tem António Jorge Franco, como cabeça de lista, venceu o município por 37,82%. Uma derrota para o PS, que em 2017 conseguiu ganhar com 47,58%.

Elvas: Rondão Almeida volta a liderar município
Rondão Almeida, cabeça de lista do Movimento Cívico Por Elvas, venceu com 37,87% dos votos e é o novo presidente da Câmara de Elvas. O histórico socialista, agora independente, venceu pela última vez as autárquicas no município em 2013.

Alfândega da Fé com conquista 'laranja'
O PSD volta a conquistar Alfândega da Fé ao PS. Quase literalmente, a coligação dos sociais-democratas com o CDS-PP 'rouba' o mesmo resultado conseguido pelo PS em 2017: 49,7%.

Barcelos: Divisão do PS custa Câmara ao partido
Após a cisão entre socialistas no município, confirma-se que a Câmara é perdida para o PSD.

Carregal do Sal
O Partido Socialista conseguiu 'segurar' (com 51,41%) a Câmara de carregal do Sal, que arriscava perder para o PSD

Castro Verde: CDU falha objetivo
No município de Castro verde o PS mantém-se no poder. Não foi desta que a CDU inverte a derrota em 2017, quando os socialistas conseguiram 50,86%. Ainda, o PS até sai reforçado, apontam os resultados preliminares.

Évora: Calixto perde para a CDU
José Calixto, recandidato pelo PS, perdeu a Câmara Municipal de Évora para a CDU, conseguinto 'apenas' 26,27. A 'investida' com reconquista comunista dá-se com 17,77% dos vontos.

Figueira de Castelo Rodrigo conquistada por Condesso
A aposta do PSD em Carlos Condesso parece ter-se revelado frutífera, apontam os resultados preliminares. O social-democrata consegue conquistar a Câmara ao PS com 47,73%. Os socialistas, em 2017, tinham vencido com 52,89.

Sérgio Costa é o novo presidente da Câmara da Guarda
O independente Sérgio Costa, que liderava o movimento 'Pela Guarda', após desentendimento com o PSD, consegue 'roubar a Câmara... precisamente aos sociais-democratas, com 36,22%.

Maia continua 'laranja'
A coligação PSD/CDS-PP arriscava perder a Câmara da Maia para o PS, mas os resultados quando faltam seis freguesias por apurar dão vitória à direita por 39,28%.

Socialistas caem em Mêda
Depois do resultado de 2017, e sem coligação, era expectável que PSD e CDS, agora coligados, conseguissem 'roubar' Mêda ao PS. Aconteceu, com os resultados finais a apontarem para 49,78% para o vencedor.

Miranda do Douro
O PS perdeu a Câmara de Miranda do Douro para a coligação PSD/CDS-PP, apontando os resultados para uma vitória por maioria absoluta de 54,15. Em 2017 a conquista do PS foi com vantagem de 4% dos votos sobre o PSD.

CDS treme mas segura 'bastião' em Ponte de Lima
Com um resultado inferior ao conseguido em 2017 (quando obteve 52,11% dos votos), o CDS-PP segura a Câmara de Ponte de Lima, um dos 'bastiões' do partido. Primeiros resultados apontam para vitória por 49,3%

Sabrosa segura por pouco pelo PS
A Câmara de Sabrosa foi assegurada pelo PS por muito pouco, depois da vitória por 53,33%. Nestas autárquicas, os socialistas ficaram-se pelos 28,86%, seguida pelo Movimento independente Já! e pelo PSD (terceira força política com um resultado de 27,25%).

PS segura em Tavira
A Câmara da Tavira, conquistada pelo PS ao PSD, foi garantida pelos socialistas com 43,71%. O PSD ficou-se pelos 42,69%.

Mesmo coligados, ninguém tira Trancoso ao PS
A Câmara de Trancoso mantém-se socialista, mesmo com a coligação do PSD e CDS-PP a 'ameaçar' a vitória socialista que se confirmou: teve 59,71%.

PS cai em Vila Flor
O PS perdeu a Câmara de Vila Flor para a coligação PSD/CDS-PP, como temiam os socialistas. A coligação esmagou o PS com 53,77% contra 40,47.

CDU segura Alcácer do Sal
A CDU segurou a Câmara de Alcácer do Sal com 47,9%, ganhando terreno ao PS, que ficou pelos 44,21%.

Coligação não faz PS tremer em Alfândega
da Fé
Mesmo com a coligação PSD/CDS-PP, não foi suficiente para derrubar o PS da Câmara de ALfândega da Fé: os socialistas aumentaram a margem e conseguiram maioria absoluta (51,71%).

Comunistas caem em Alpiarça
A CDU, cujo candidato não se podia recandidatar, perdeu a Câmara para o PS. Em 2017 tinha sido uma vitória 'à rasca', por 179 votos. 

PS aumenta vantagem sobre PSD e CDS em Macedo de Cavaleiros
Podia ter perdido para o PSD mas não, até saiu reforçado quando comparado à coligação PSD/CDS-PP! Para a Câmara de Macedo de Cavaleiros, os socialistas conquistaram 48,51% dos votos (ficaram a mais de 8% do segundo lugar, quando em 2017 estavam a 4%).

PS esmaga em Mortágua
Depois do PSD ter perdido a Câmara Municipal para independentes, este ano nem tinha candidato. O PS 'surripiou' o município com um esmagador 61,9%.

Portalegre conquistada pela coligação PSD/CDS-PP
A coligação à direita conquista a Câmara de Portalegre ao Independetente que a liderou nos últimos anos por 38,39%. O PS adivinhava-se renhido na corrida mas ficou-se pelos 25,35%.

CDU perde Vila Viçosa para a direita
A coligação à direita surpreendeu a CDU e o PS e passou a perna aos adversários, conquistando a Câmara ds Vila Viçosa com 51,45% dos votos. O autarca anteriormente eleito pela CDU perdeu o mandato e agora a coligação PCP-PEV ficou reduzida a 18,72%, atrás do PS (26,78%).

PSD fora das Caldas da Rainha ao fim de 36 anos
O Movimento Independente 'Vamos Mudar' venceu nas Caldas da Rainha e destronou o PSD. Com 40,7%, conseguiu terminar com 36 anos de sociais-democratas no poder.

Vila Real de Santo António passa de 'laranja' a 'rosa'
O PSD perdeu a Câmara de Vila Real de Santo para o PS. Com 37,12%, Álvaro Araújo é o socialista eleito para liderar o município.

PSD perde com movimento independente na Batalha
O movimento independente Batalha é de Todos venceu na Câmara da Batalha, destronando o PSD. O movimento é encabeçado por Raul Castro, que obteve 46,48% dos votos e é o novo presidente da Câmara.

Bastião comunista de Mora passa a ser PS
Paula Mora, candidata do Partido Socialista, conquistou 48,12% dos votos e é a nova presidente da Câmara de Mora. O Município, bastião comunista, esteve sempre sob alçada da CDU.

Montemor-o-Novo passa de CDU a PS
O PS conseguiu 'roubar' a Câmara de Montemor-o-Novo ao PS, conseguinto um resultado de 40,15% contra 34,10% dos comunistas.

PS tira Ferreira do Zêzere ao PSD
Mudança de 'laranja' a 'rosa' na Câmara de Ferreira do Zêzere, com o PS a conquistar o município com maioria absoluta de 56,88%

PSD cai em Penela pela primeira vez desde 1976
O município de Penela, liderado pelo PSD desde 1976, passou pela primeira vez para as 'mãos' do PS: Eduardo Santos é o novo presidente da Câmara, com um resultado confortável de 56,66%.

Espinho deixa de ser 'laranja'
A Câmara de Espinho foi perdida pelo PSD para o PS: sociais-democratas ficaram-se pelo 37,57, enquanto os socialistas tiveram 40,23%. Há quatro anos o PSD tinha tido resultado muito próximo do que este domingo conseguiram os adversários: 40,45%.

MADEIRA
Funchal passa de PS para PDS/CDS
Temia-se, cumpriu-se. Miguel ALbuquerque celebrou logo vitória da coligação PSD/CDS-PP na Câmara do Funchal e, com mais de 50% dosvotos contados, o desígnio cumpria-se, com 46,23% dos votos.

PSD tira Câmara de Castelo de Paiva ao PS
Em Castelo de Paiva, o PS perdeu a Câmara para o PSD, que conquistou 40,04% dos votos. José Rocha é o novo presidente da Câmara.

PS 'rouba' bastião à CDU na Moita
Uma grande reviravolta na Margem Sul: a CDU sai do poder para dar lugar ao PS, que conquistou 37,63% dos votos, contra 33,07 dos comunistas.

AÇORES
São Roque do Pico passa de PS a PSD
Mudança de cadeiras neste munícipio açoriano: PSD destrona o PS com 60,89%.

Ver comentários