Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
1

MORREU JOSÉ VIANA BAPTISTA

José Viana Baptista, ex-ministro das Obras Públicas dos governos liderados por Francisco Pinto Balsemão, morreu ontem em Lisboa, aos 73 anos, vítima de doença prolongada.
19 de Julho de 2004 às 00:00
De acordo com familiares de Viana Baptista, o corpo estará em câmara ardente na igreja de São João de Deus, em Lisboa, até à altura do funeral, marcado para as dez horas de hoje, para o Cemitério de Benfica.
José Carlos Pinto Soromenho Viana Baptista tornou-se ministro dos Transportes e Comunicações em Janeiro de 1980, mas em Setembro do ano seguinte assumiu a pasta da Habitação, Obras Públicas e Transportes, nos VII e VIII Governos Constitucionais, liderados por Francisco Pinto Balsemão.
Em 1983, quando abandonou o Governo, Viana Baptista foi nomeado presidente do Instituto de Investimento Estrangeiro e em 1986 passou para o Conselho de Administração dos CTT e TLP, de onde transitou, em 1992, para a presidência da Petrogal, de onde saiu três anos após a privatização da empresa.
A primeira reacção à morte de Viana Baptista veio de António Mexia, ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, que manifestou um “profundo pesar”.
“O engenheiro Viana Baptista era um gestor e um homem de grande dimensão que sabia aliar ao forte espírito de liderança e capacidade de decisão uma gestão com cultura empresarial e espírito de equipa”, salientou António Mexia. Para o novo ministro dos transportes, Viana Baptista foi “sem dúvida um marco na gestão pública e privada da sociedade portuguesa”.
Também o bastonário da Ordem dos Engenheiros, Fernando Santo, lamentou a morte do antigo ministro que recordou como um engenheiro de “excepcional craveira, sempre ligado à Ordem”.
Ver comentários