Sub-categorias

Notícia

Novo secretário-geral do PSD acusado de falsificar documento de universidade americana

Feliciano Duarte Barreira admite corrigir CV em que diz ser professor visitante de Berkeley.
10.03.18
Deolinda Adão, professora portuguesa da Universidade de Berkeley, na Califórnia, acusa o novo secretário-geral do PSD, Feliciano Barreiras Duarte de usar um documento falso para comprovar o pretenso estatuto de professor visitante da prestigiada escola americana.

Em declarações ao semanário Sol, a professora diz que o documento que o político mostrou ao jornal não faz sentido: "Essa é, de facto, a minha assinatura, mas o que aí está escrito nunca foi escrito por mim (...) nenhum documento desta universidade é escrito em português [como acontece no que foi revelado por Duarte] (...) A princípio ainda quis dar o benefício da dúvida porque recebo vários alunos há vários anos e poderia não ter memória deste. Mas assim não. Esse documento é forjado. Feliciano Duarte nunca cá esteve". 

O jornal contactou também os serviços da universidade, que confirma que Feliciano Barreiras Duarte não é, nem nunca foi 'visiting scholar' da instituição.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!