Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
6

PCP acusa PR de querer salvar a todo o custo o Governo

Jerónimo de Sousa criticou as propostas de PS e PSD/CDS-PP por pretenderem "eternizar" o "declínio nacional".
9 de Maio de 2015 às 20:17
Jerónimo de Sousa esteve num encontro concelhio da CDU em Beja
Jerónimo de Sousa esteve num encontro concelhio da CDU em Beja FOTO: Nuno Veiga/Lusa
O secretário-geral do PCP acusou, este sábado, o Presidente da República de querer "salvar a todo o custo" uma política de direita e o Governo e criticou as propostas de PS e PSD/CDS-PP, que pretendem "eternizar" o "declínio nacional".

"Nunca como agora se impôs apressar o fim definitivo deste Governo, que só sobrevive porque o Presidente da República não está em consonância com o país, a vontade dos portugueses e a própria Constituição da República, antes está determinado a salvar uma política de direita a todo o custo e um Governo da sua filiação partidária", disse Jerónimo de Sousa, em Beja, num encontro concelhio da CDU.

Os portugueses "têm, a cada dia que passa, novas e mais fortes razões para exigir que o atual Governo de Passos e Portas desapareça das suas vidas para que se rompa com a política de direita", afirmou, referindo que as eleições legislativas deste ano são "um momento da maior importância na luta pela rutura com a política de direita e a concretização da viragem inadiável e necessária na vida nacional".

Segundo o líder do PCP, as próximas legislativas são uma "batalha exigente", porque "é necessário confrontar e combater as novas e velhas ilusões das falsas saídas daqueles que falando de mudança, como o PS, mais não visam do que perpetuar a mesma política que nos conduziu até aqui e inviabilizar a verdadeira alternativa".

"Os documentos que projetam a evolução futura do país abrangendo o período da próxima legislatura, o programa nacional de reformas do Governo PSD/CDS-PP e o cenário de enquadramento programático apresentado pelo PS, são produto das mesmas opções políticas de submissão aos grandes grupos económicos, ao espartilho da união económica e monetária e da dívida", afirmou.


Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)