Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
6

Sócrates volta à teoria da cabala

Antigo primeiro-ministro explicou providência cautelar.
Fátima Vilaça e Tânia Laranjo 8 de Novembro de 2015 às 01:09
Veja a análise do comentador da CMTV João Pereira Coutinho.
Critica abertamente a justiça que o prendeu. Mas defende a justiça que impôs a mordaça ao CM e à CMTV. Dois pesos e duas medidas, num político que voltou a deixar sem resposta as perguntas do Correio da Manhã. Falou para os restantes órgãos de comunicação social, à chegada a Vila Real, quando se preparava para mais um discurso, mas recusou explicar o que teme. O motivo de a investigação jornalística do maior diário nacional ser a única que pretende ver silenciada. E de ser a empresa que detém o CM o único grupo que está impedido de noticiar o caso Marquês.

"A liberdade de imprensa tem limites", explicou Sócrates, que voltou a garantir que a investigação foi feita de bisbilhotices, exageros dos investigadores. Que agora já nem precisam de deduzir acusação, "porque o PS já perdeu as eleições".

"A liberdade de expressão tem também os seus limites, como todas as liberdades, e não deixa de espantar que os espíritos mais liberais achem que podem pôr de lado aquilo que são os direitos individuais que figuram na nossa constituição num lugar nobre", afirmou ainda, explicando que afinal um dos pilares da democracia não é a liberdade de expressão: "Não há hoje uma democracia que se possa afirmar como democracia sem estar fundada num sólido pilar, a defesa dos direitos individuais."

José Sócrates falou durante cerca de uma hora. Pelo menos duas vezes chorou e falou várias vezes em emoção. Por voltar à "sua" terra e por cerca de duas centenas de pessoas se terem juntado para o ouvir.

"Não há provas daquilo que nunca aconteceu", continuou depois, deixando a pergunta: "Vou defender-me de quê?". Sócrates voltou a dizer que a sua prisão envergonha a justiça.
José Sócrates CM Correio da Manhã providência cautelar cabala
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)