Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
7

TAP: Governo acusado de ter "apressado o negócio"

Comissão de trabalhadores acusa.
13 de Novembro de 2015 às 12:19
Na opinião da Comissão de Trabalhadores, "quem anda de consciência tranquila não tem de apressar o negócio"
Na opinião da Comissão de Trabalhadores, 'quem anda de consciência tranquila não tem de apressar o negócio' FOTO: José Sena Goulão/Lusa

A Comissão de Trabalhadores da TAP criticou esta sexta-feira o Governo por ter "apressado a privatização" da companhia aérea portuguesa, mesmo depois de o executivo ter sido 'chumbado' na Assembleia da República (AR).


"Sempre manifestámos a nossa oposição em relação à privatização da empresa. No nosso entender, esta deve ficar na esfera do Estado, mas não foi esse o entendimento do Governo, que, na vigência do seu mandato anterior e deste, apesar de 'chumbado' na AR, insistiu em empurrar a empresa para a privatização", declarou à agência Lusa o coordenador da Comissão de Trabalhadores, José Augusto.


Na opinião do mesmo responsável, "quem anda de consciência tranquila não tem de apressar o negócio".


"Quero também dizer que consideramos interessante a assinatura do acordo em parte incerta, o que revela um pouco sobre as intenções que estão por detrás disto tudo", salientou.


Questionado pela Lusa sobre se a Comissão de Trabalhadores concorda com as razões financeiras invocadas pelo Governo para avançar com a privatização, José Augusto respondeu que este "argumento serve [apenas] para tornar o negócio válido".


"Pela conversa do Governo, não há dinheiro no curto prazo sequer para combustível para os aviões, nem salários. Claro que isto é no entender de alguém que quer promover o negócio a todo custo", vincou.

Comissão de Trabalhadores da TAP privatização
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)