Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Advogado acusado de ser o cabecilha de rede de jogo ilegal diz não ter "nada a temer"

José Figueiredo foi libertado esta sexta-feira de madrugada.
N.R. e S.G. 10 de Novembro de 2018 às 01:30
José Figueiredo
José Figueiredo, advogado suspeito de liderar o esquema criminoso
José Figueiredo, Caxias, Quiaios
José Figueiredo
José Figueiredo, advogado suspeito de liderar o esquema criminoso
José Figueiredo, Caxias, Quiaios
José Figueiredo
José Figueiredo, advogado suspeito de liderar o esquema criminoso
José Figueiredo, Caxias, Quiaios
José Figueiredo chegou a ser apontado como o cabecilha do esquema de apostas desportivas ilegais desmantelado esta semana pela GNR. Advogado há 30 anos, falou ao CM, já no escritório, em Vila Nova de Gaia, depois de ter sido libertado pela juíza de instrução criminal de Setúbal.

"A minha ligação à exploração ilícita de jogos e apostas online é apenas por defender clientes desse crime de norte a sul do País. Fui libertado porque não há factos que enquadrem qualquer ato ilícito da minha parte. Isto foi tudo um erro muito grosseiro", disse ao CM.

O advogado mostra-se aliviado: "Não tinha nada a temer. Sabia que estes crimes eram falsos e foram indevidamente imputados".

Aníbal Pinto, que defende José Figueiredo, diz que este "pode e deve" ser indemnizado uma vez que a detenção "é um disparate e afronta aos direitos dos cidadãos": "Andam a gastar o dinheiro dos contribuintes. É vergonhoso".

Nesta operação foram detidas 30 pessoas em Portugal e uma no Luxemburgo e apreendidos 600 mil euros.
José Figueiredo Vila Nova de Gaia GNR País Setúbal Aníbal Pinto advogado Portugal Luxemburgo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)