Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

PJ detém irmãos suspeitos de balearem familiares de segurança morto por Bruno Pidá

Desentendimento entre um grupo de cerca de 30 pessoas fez três feridos num bar em Matosinhos.
Correio da Manhã 23 de Julho de 2020 às 12:19
Algemas
Algemas FOTO: Duarte Roriz/Correio da Manhã
Dois irmãos foram esta quarta-feira detidos pela PJ por suspeitas de homicídio qualificado na forma tentada e detenção de arma proibida durante um desentendimento no bar Doca Club, na rua Brito Capelo, em Matosinhos.

Os desacatos provocaram três feridos, dois deles familiares de Ilídio Correia - segurança morto por Bruno Pidá em 2007 - num dos casos que deu origem ao processo conhecido por Noite Branca. 

A terceira vítima foi um dos indivíduos ligado ao grupo de atacantes que foi atingido acidentalmente. De acordo com as autoridades, os autores "efetuaram, pelo menos, 6 disparos de armas de fogo".

A rixa, que remonta a 8 de julho de 2020, envolveu cerca de 30 pessoas.

Num comunicado enviado às redações, a PJ informa que os detidos são dois irmãos "com 24 e 30 anos de idade, com antecedentes por crimes de roubo, sequestro e furto qualificado" que serão presentes à autoridade judiciária competente para primeiro interrogatório judicial e respetiva aplicação das medidas de coação.

PJ Matosinhos crime lei e justiça violência disparos feridos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)