Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Falso polícia faz ameaça com bomba na festa do título no Marquês

Direção Nacional da PSP investiga mensagem de homem a propor vestir um colete com explosivos em troca de cinco milhões de euros.
João Carlos Rodrigues 17 de Maio de 2019 às 01:30
Prosseguem na praça Marquês de Pombal, em Lisboa, os preparativos para a festa do título nacional de futebol
Post publicado nas redes sociais tornou-se viral durante o dia de ontem e obrigou a PSP a abrir uma investigação ao caso por configurar crime de ameaças
A estrutura metálica está a ser colocada à volta da estátua do Marquês de Pombal
A estrutura metálica está a ser colocada à volta da estátua do Marquês de Pombal
A estrutura metálica está a ser colocada à volta da estátua do Marquês de Pombal
Prosseguem na praça Marquês de Pombal, em Lisboa, os preparativos para a festa do título nacional de futebol
Post publicado nas redes sociais tornou-se viral durante o dia de ontem e obrigou a PSP a abrir uma investigação ao caso por configurar crime de ameaças
A estrutura metálica está a ser colocada à volta da estátua do Marquês de Pombal
A estrutura metálica está a ser colocada à volta da estátua do Marquês de Pombal
A estrutura metálica está a ser colocada à volta da estátua do Marquês de Pombal
Prosseguem na praça Marquês de Pombal, em Lisboa, os preparativos para a festa do título nacional de futebol
Post publicado nas redes sociais tornou-se viral durante o dia de ontem e obrigou a PSP a abrir uma investigação ao caso por configurar crime de ameaças
A estrutura metálica está a ser colocada à volta da estátua do Marquês de Pombal
A estrutura metálica está a ser colocada à volta da estátua do Marquês de Pombal
A estrutura metálica está a ser colocada à volta da estátua do Marquês de Pombal
A PSP está a investigar um homem que se fez passar por polícia e usou as redes sociais para ameaçar que iria cometer um atentado no Marquês de Pombal durante os festejos do título.

"Alguém que me pague cinco milhões para eu dar à minha família que eu coloco um colete com bombas e vou lá para o meio", escreveu Márcio Ribeiro, que se identifica como agente da PSP desde 2015 e que estudou num instituto superior na Maia.

A Direção Nacional da PSP garante que o homem não integra os quadros da instituição e está a investigar o caso.

"Depois das diligências necessárias para averiguar se o autor do comentário seria de um elemento desta Instituição, foi confirmado que o indivíduo em causa não é elemento, nem nunca foi, da Polícia de Segurança Pública. Esta Polícia irá averiguar a situação, em que circunstâncias foi publicado este comentário e qual ou quais os seus autores. Caso esteja perante matéria criminal, procederá em conformidade", explicou a Direção Nacional ao início da noite desta quinta-feira.

As autoridades, a Câmara Municipal de Lisboa e o Benfica estão a trabalhar em conjunto para prevenir situações de violência caso se confirme a vitória do Benfica na Liga.

Para isso está previsto um reforço do efetivo policial, a instalação de barreiras metálicas e de betão, bem como o controlo de acessos ao Marquês durante a tarde e noite de sábado.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)